Pietro Fittipaldi corre na Le Mans, mas mira GP2 e F1

Neto de Emerson quer se tornar o primeiro na família a vencer as 24 horas de Le Mans

A família Fittipaldi coleciona vitórias na Fórmula 1, NASCAR, Indy 500 e nas 24 Horas de Daytona, deixando a icônica Le Mans como último grande troféu a ser conquistado. 

"É claro que quero vencer em Le Mans. Ninguém da minha família ganhou, embora tenhamos terminado em segundo várias vezes. Se eu receber uma oportunidade de correr por uma boa equipe, seria o primeiro a tentar", disse Pietro Fittipaldi, aos 19 anos.

Christian Fittipaldi e o tio de Pietro, Max Papis, competiram na Le Mans, com Papis terminando em segundo em 2004 e 2005. Embora participe de provas de esportivos, o grande objetivo de Pietro sempre foi a F1, para seguir os passos do avô Emerson.

"Meu tio Max Papis casou com a irmã da minha mãe, e me ajudou muito. Também Christian Fittipaldi, o primo da minha mãe. Eu não os vejo como ídolos, mas como amigos e mentores. O Nelsinho também é meu amigo e ele me ajuda bastante, me guia", disse.

Sobre a mudança de Pedro Piquet, irmão mais novo de Nelsinho, para a F3 Europeia para a próxima temporada, Pietro descarta que haja uma rivalidade nascendo:

"Pedro é meu amigo. Na pista, eu não me importa qual nacionalidade o piloto carrega ou o nome que tem, eu estou competindo contra ele como piloto e lutando contra todos", afirmou.

Temporada dura na F3

 

Na sua primeira temporada na F3 Europeia, Pietro terminou na 17ª posição na classificação geral e em 8º no ranking de novatos.

"Foi difícil, eu estava esperando mais, mas fiz o melhor possível. A minha equipe também fez o melhor que pôde, mas por alguns motivos não tivemos regularidade. Fui eu ou o carro, não sei. Em algumas pistas, nós éramos competitivos, no top 5, mas em outras, nós éramos 25º. O carro encaixava em algumas pistas, e em outras, não", disse.

Como mira se tornar piloto de F1, Pietro pensa em correr na GP2 em breve:

"As pessoas vivem dizendo que a GP3 está à frente da F3, mas para mim, honestamente, elas são similares. Se fosse analisar o grid, os pilotos da GP3 são melhores, mas em geral se você analisar o cenário todo, a F3 é mais competitiva. Então, para mim, o próximo passo será a GP2", afirmou.

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Le Mans , F3 Europe , Indian Open Wheel
Pilotos Pietro Fittipaldi
Tipo de artigo Entrevista
Tags mrf challenge