Problemas no motor prejudicam carro de brasileiro

A equipe formada por Ricardo González, Pipo Derani e Gustavo Yacamán vai largar em nono nas 24 Horas de Le Mans.

Os três latino-americanos chegaram ao circuito de La Sarthe, como líderes da divisão LMP2 da FIA WEC, depois de conseguir dois pódios nas duas primeiras rodadas disputadas em Silverstone (Inglaterra) e Spa-Francorchamps (Bélgica).

No entanto, durante as sessões de classificação desenvolvidas na quarta-feira e quinta-feira, o setup e a sorte não estavam ao lado do colombiano Gustavo Yacamán, do mexicano Ricardo González e do brasileiro Pipo Derani. Eles vão largar da nona posição, depois de conseguir um tempo de 3:40.967, durante a última sessão realizada na noite de quinta-feira.

"Não era o resultado que esperávamos", disse González ao término da sessão, onde eles perderam uma posição de ontem para hoje, quando ficaram em oitavo lugar. "Temos que corrigir detalhes e descobrir alguns problemas, mas não há nada para se alarmar", informou.

De fato, a principal falha dentro do protótipo número #28 da G-Drive Racing está no motor. "Sabíamos que estávamos no limite da performance e era importante conhecê-los. Para a corrida, a situação será diferente", disse o mexicano.

González busca sua segunda vitória na divisão LMP2 nas 24 Horas de Le Mans, depois de ter conseguido vencer em 2013 com a equipe OAK Racing.

"Temos um trio forte de concorrentes. Eu tenho experiência, mas Derani e Yacamán são jovens com muito talento e vão nos ajudar muito. Sabemos que temos que estar sem problemas".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Le Mans
Evento 24 Horas de Le Mans
Pista Circuit de la Sarthe
Pilotos Ricardo Gonzalez , Gustavo Yacaman , Pipo Derani
Equipes G-Drive Racing
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags g-drive, la sarthe, latinos, le mans