Toyota admite que 3º carro em Le Mans foi “desperdício”

compartilhar
comentários
Toyota admite que 3º carro em Le Mans foi “desperdício”
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
Traduzido por: Gabriel Lima
21 de jun de 2017 16:17

Diretor geral da fábrica acredita que entrada extra na corrida não beneficiou em nada a montadora

#9 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050 Hybrid: Jose Maria Lopez, Yuji Kunimoto, Nicolas Lapierre
#9 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050 Hybrid: Jose Maria Lopez, Yuji Kunimoto, Nicolas Lapierre
#9 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050 Hybrid: Jose Maria Lopez, Yuji Kunimoto, Nicolas Lapierre
#9 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050 Hybrid: Jose Maria Lopez, Yuji Kunimoto, Nicolas Lapierre
Nicolas Lapierre, Toyota Gazoo Racing after retirement
#9 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050 Hybrid: Jose Maria Lopez, Yuji Kunimoto, Nicolas Lapierre
Jose Maria Lopez, Yuji Kunimoto, Nicolas Lapierre, Toyota Gazoo Racing
#9 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050 Hybrid: Jose Maria Lopez, Yuji Kunimoto, Nicolas Lapierre
#9 Toyota Gazoo Racing Toyota TS050 Hybrid: Jose Maria Lopez, Yuji Kunimoto, Nicolas Lapierre

Pela primeira vez desde 1999, a Toyota entrou em Le Mans com três carros. A tentativa era de finalmente conquistar a primeira vitória na tradicional corrida francesa. A montadora corre apenas com dois carros no Mundial de Endurance.

No entanto, a máquina #9 conduzida por Nicolas Lapierre, Jose Maria Lopez e Yuji Kunimoto não conseguiu terminar depois de ser eliminada em um acidente com o LMP2 #25 da Manor guiado por Simon Trummer.

Lapierre tentou levar o carro para os pits com o pneu traseiro esquerdo furado e um dano significativo na parte traseira do carro. No entanto, o TS050 parou ainda na pista.

"O carro #9 foi um desperdício, já que Lapierre estava sendo rápido demais em um lugar no qual ele não precisava ter sido tão rápido e foi atingido por trás", disse Hisatake Murata, diretor geral da Toyota. "Se esse carro sobrevivesse, teria conseguido vencer.”

"Mas pode ser que os novos LMP2 sejam muito rápidos. Pode ser que neste ano eles tenham ultrapassado a competência dos pilotos."

O abandono do Toyota #9 foi quase no mesmo momento do abandono do #7 que liderava a prova. O carro teve um problema de embreagem como resultado de um incidente pouco usual no pit lane, no qual Kamui Kobayashi confundiu um piloto da LMP2 (Vincent Capillaire) com um fiscal de pista.

O carro restante da Toyota, o #8, já havia saído da disputa depois de passar duas horas na garagem para trocar o motor dianteiro e a bateria. O carro terminou em oitavo na geral.

"Havia muitos carros saindo da pista, muitas bandeiras amarelas e zonas lentas", acrescentou Murata. "Nós não fazemos muitos testes com zonas lentas, então é possível que algo esteja acontecendo."

Kobayashi liderou a primeira fila da Toyota na classificação após conseguir o recorde da pista. O carro #7 tinha uma liderança de um minuto até a quebra.

Murata concluiu: "O meu arrependimento no ano passado é que acreditávamos que podíamos ganhar se tudo corresse bem. Neste ano não ganhamos embora a gente soubesse que tinha um carro para fazer isso."

Reportagem adicional por Kunihiko Akai, tradução por Lisa Nakamura

Próxima Le Mans matéria
Toyota encerra polêmica de Le Mans com desculpas de piloto

Previous article

Toyota encerra polêmica de Le Mans com desculpas de piloto

Next article

Toyota: Carros híbridos ainda não estão prontos para Le Mans

Toyota: Carros híbridos ainda não estão prontos para Le Mans

Sobre esta matéria

Categoria Le Mans
Evento 24 Horas de Le Mans
Localização Circuit de la Sarthe
Pilotos Nicolas Lapierre , Jose Maria Lopez , Yuji Kunimoto
Equipes Toyota Racing
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias