Toyota encerra polêmica de Le Mans com desculpas de piloto

Vincent Capillaire, que acenou para Kobayashi e provocou confusão, pediu perdão pela atitude, o que foi prontamente aceito pelo time japonês

A Toyota afirmou ter recebido um pedido de desculpas do piloto da LMP2 Vincent Capillaire pelo incidente que, indiretamente, provocou o abandono do protótipo #7 das 24 Horas de Le Mans.

O carro, guiado por Kamui Kobayashi, Stephane Sarrazin e Mike Conway, contava com uma liderança confortável na décima hora de prova, quando foi obrigada a abandonar com problemas de embreagem.

Conway havia parado o carro durante o safety car para dá-lo a Kobayashi, que precisou esperar na saída do pitlane para que a fila do safety car passasse.

Contudo, o japonês confundiu Capillaire, que acenou para ele em sinal de incentivo, com um fiscal, o que o fez partir novamente. Porém, o piloto foi instruído pela Toyota para parar o carro mais uma vez. Isso fez com que a embreagem superaquecesse e provocasse o abandono.

Em comunicado emitido na quinta-feira, a Toyota diz ter aceitado o pedido de desculpas de Capillaire por sua atitude.

“A Toyota Gazoo Racing pode confirmar que recebeu um pedido de desculpas de Vincent Capillaire sobre as suas ações durante as 24 Horas de Le Mans. Aceitamos totalmente seu pedido de desculpas e sabemos que seu gesto não tinha como objetivo causar consequências negativas para o carro #7.”

“Estamos com boa relação com Vincent e, agora, consideramos o assunto encerrado.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Le Mans
Evento 24 Horas de Le Mans
Pista Le Mans
Pilotos Vincent Capillaire
Equipes Toyota Racing
Tipo de artigo Últimas notícias