Com confusão gerada por chuva, Loi vence pela primeira vez na Moto3

Livio Loi apostou nos pneus slicks na largada e venceu com tranquilidade em Indianápolis, com John McPhee em segundo e Phillip Oettl em terceiro; Kent, líder do campeonato, não pontuou

O dia de velocidade em Indianápolis começou de maneira histórica. Com uma estratégia arriscada, Livio Loi conquistou a primeira vitória na corrida da Moto3, realizada neste domingo (9). A chuva deu as caras em Indianápolis e mudou a ordem das coisas. Numa corrida em que a estratégia foi fundamental, quem arriscou se deu bem.

A a chuva se abateu sobre Indianápolis antes do início e a largada se deu com pista úmida – o que levou a maioria dos pilotos a largar com pneus de chuva. Miguel Oliveira tomou a ponta na primeira curva, mas tudo foi mudando devido ao piso escorregadio e, ao final da volta de abertura, Alexis Masbou assumiu o primeiro posto. Éfren Vázquez era o segundo e Lorenzo Dalla Porta o terceiro. Danny Kent, o pole, caíra para o quinto posto

Ao final da terceira volta, muitos pilotos foram aos boxes para colocar os pneus de pista seca e a classificação da prova ficou confusa. Com o reposicionamento, quem aparecia na liderança era Livio Loi, que optou pelos pneus slicks desde a largada. Com isso, belga tinha uma vantagem de mais 20 segundos sobre John McPhee e Phillip Oettl a 14 voltas para o final da prova. Oliveira era apenas o 21º, enquanto Kent vinha na 27ª posição.

Enquanto Loi seguia tranquilo na liderança, Oettl tentava se aproximar de McPhee, mas sem muito sucesso. Lá atrás, Kent era o 24º e sofria para escalar o pelotão. A oito voltas do final, Vázquez caiu na curva nove, mas conseguiu retornar à pista. A briga pela quinta posição, entre Niccoló Antonelli, Jorge Navarro, Isaac Viñales e Matteo Binder era o ponto alto da prova no trecho final. Enea Bastianini, o vice-líder do campeonato, se aproximou do grupo e entrou na briga.

Mesmo com a chuva voltando a cair, Loi se manteve firme na liderança para vencer pela primeira vez na carreira, com quase 40 segundos de vantagem sobre McPhee, o segundo, com Oettl em terceiro – nenhum dos três tinham conseguido um pódio na carreira antes da prova em Indianápolis. Dentre os que brigam pelo campeonato, Romano Fenati foi o melhor colocado, em quarto, enquanto Bastianini cruzou em sexto. O líder do campeonato, prejudicado pela estratégia, terminou em 21º.

A Moto3 volta às pistas no dia 16 de agosto, com o GP da República Tcheca.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Moto3
Evento Indianapolis
Pista Indianapolis Motor Speedway
Pilotos Danny Kent , Livio Loi , John McPhee , Romano Fenati
Tipo de artigo Relato da corrida