Antigo rival de Rossi, Max Biaggi anuncia volta às pistas

Seis vezes campeão do mundo, Max retornará para as duas próximas corridas do Mundial de Superbike.

Depois de muitos rumores nos últimos anos, Max Biaggi oficializou hoje que retornará às pistas aos 43 anos de idade para duas provas do Mundial de Superbike neste ano, em Misano na Itália, ainda neste mês, e em Sepang na Malásia, no início de agosto.

O piloto estava aposentado desde 2012, quando, poucas semanas após ganhar o título da Superbike de Tom Sykes por apenas 0,5 ponto, convocou uma conferência de imprensa na pista italiana de Vallelunga para dizer que iria se retirar das competições. Biaggi voltará como wildcard pela equipe Red Devils Roma, que utiliza motos da Aprilia. Ele terá como companheiros de equipe o britânico Leon Haslam e o espanhol Jordi Torres.

A carreira internacional de Biaggi se iniciou em 1992, quando entrou no mundial de motovelocidade pela categoria 250cc. Dois anos depois, conseguiu seu primeiro título e nas três temporadas seguintes repetiu a façanha, se tornando tetracampeão. Em 1998, ele subiu para a MotoGP (500cc na época), e logo na estreia, em Suzuka, fez a pole e ganhou sua primeira corrida.

No entanto, Biaggi jamais se sagrou campeão da categoria. Nos anos seguintes, ele protagonizaria uma forte rivalidade com o compatriota Valentino Rossi. O auge foi após o GP da Catalunha de 2001, quando o “Doutor” e o Imperador Romano” brigaram subindo para o pódio. Biaggi ficou sempre à sombra de Valentino e, sem vitórias em 2005, acabou tirando um ano sabático em 2006.

Em 2007 ele estreou no Mundial de Superbike pela Suzuki, ganhando sua primeira corrida no Catar. Na categoria de motos derivadas de série o piloto teve mais sorte, conseguindo dois títulos mundias com a equipe de fábrica da Aprilia, em 2010 e 2012 – ano que se aposentou.

Ao todo, Biaggi somou 29 vitórias nas 250cc, 13 na MotoGP e 21 na Superbike.

Não é a primeira volta de um campeão mundial da Superbike em 2015. O australiano Troy Bayliss, tricampeão da categoria, participou das primeiras duas provas deste ano pela Ducati substituindo o italiano Davide Giugliano, que estava machucado.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Max Biaggi
Tipo de artigo Últimas notícias