Após briga, chefe da Marc VDS assegura que segue no time

Depois de alegações de dono bilionário, chefe assegura transparência em administração financeira

Michael Bartholemy divulgou um comunicado na noite desta segunda-feira respondendo às alegações de que ele estaria administrando mal os recursos da equipe Marc VDS e que, portanto, seria removido de seu cargo.

O próprio dono da equipe, o bilionário belga Marc van der Straten, confirmou na semana passada que seu time está comprometido com as corridas até o final de 2021, com um acordo para ter motos da Yamaha a partir da próxima temporada perto de ser alcançado.

A declaração de Bartholemy diz: "alegações de impropriedade financeira foram feitas contra mim pessoalmente durante o fim de semana do GP da Espanha em Jerez. Essas alegações foram feitas não diretamente, mas através da imprensa”.

"Uma vez que estas alegações foram feitas contra mim no meu papel de diretor de equipe da Marc VDS Racing Team, eu as rejeitei sem reservas e prometi me defender com firmeza.”

"Esta continua sendo a minha posição clara. Para que este assunto seja resolvido na primeira oportunidade, fiz repetidos pedidos por meio de meus representantes legais para que as provas sejam fornecidas em relação às alegações infundadas.”

"Quero deixar claro que nenhuma prova do senhor Marc van der Straten e sua equipe jurídica chegou até mim. Além disso, eles informaram que jornalistas reportaram falsamente declarações do senhor Marc van der Straten.”

"Também gostaria de deixar claro que o senhor Van der Straten e a sua equipa jurídica confirmaram que não houve rescisão do contrato. Finalmente, não comunicaram qualquer informação de que deixei de ser o responsável pela gestão da Marc VDS Racing."

Bartholemy acrescentou que uma reunião agendada com Van der Straten em Genebra foi cancelada, indicando que isso significa que as alegações não são reais.

A declaração continuou: "Eu ofereci várias opções sobre como esta questão pode ser resolvida, mas nenhuma solução foi apresentada pelo Sr. Marc van der Straten”.

"Recebi uma solicitação para uma reunião na segunda-feira 14 de maio às 15:30 CET em Genebra, Suíça, que confirmei que participaria. Às 18:30 CET na sexta-feira 11 de maio essa reunião foi cancelada sem qualquer explicação relacionada ao conteúdo e sem indicação de que a reunião seria remarcada.”

"Para mim, esta ação só pode ser interpretada de uma forma: que todas as alegações estão fora de questão. Vou participar da etapa da MotoGP deste fim de semana em Le Mans continuando como diretor da Marc VDS Racing Team, e dando toda minha dedicação à equipe.”

"Também gostaria de aproveitar esta oportunidade para agradecer pessoalmente a todos, tanto dentro como fora do paddock, que não hesitaram em me apoiar diante dessas alegações infundadas". 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Equipes Estrella Galicia 0,0 Marc VDS
Tipo de artigo Últimas notícias