Após primeiros treinos em Sachsenring, Rossi admite: “precisamos melhorar”

Líder do campeonato, que ficou em segundo pela manhã e em sétimo à tarde, disse que acerto inicial é bom, mas que um passo à frente se faz necessário para entrar na luta pelas primeiras posições

Valentino Rossi, líder da MotoGP, fez o segundo melhor tempo no primeiro treino livre para o GP da Alemanha. Na sessão vespertina, no entanto, o italiano não repetiu o desempenho, terminando na sétima posição. O piloto da Yamaha definiu os resultados do dia como um bom começo, mas reconheceu que precisa melhorar se quiser lutar pelas primeiras posições do grid de largada e pela vitória no domingo.

“Não foi um dia ruim, pois começamos bem pela manhã. À tarde, no entanto, as coisas ficaram um pouco mais difíceis. Com o aumento da temperatura, a moto começou a escorregar mais e ficou mais difícil de controlar. Mas conseguimos trabalhar bem e melhorar o acerto da moto, tanto que eu fiz o melhor tempo no último setor com pneus que tinham mais de vinte voltas de uso. Levando isso em consideração, creio que avançamos”, disse Rossi, que ressaltou ainda a necessidade de tirar mais performance da moto.

“Estou feliz, pois encontramos um bom acerto inicial. Então agora é procurar melhorias nos pequenos detalhes. Meu ritmo não é ruim, mas também não é fantástico. Precisamos melhorar”, ponderou.

Por fim, o italiano falou sobre a escolha pelo pneu assimétrico que a Bridgestone disponibilizou para a prova em Sachesnring – circuito em que das treze curvas, dez são para a esquerda. “Decidi usar o pneu assimétrico durante o segundo treino livre e a primeira impressão foi boa. A aderência é boa nos dois lados e o pneu se mostrou consistente por 25 voltas”, encerrou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP da Alemanha
Pista Sachsenring
Pilotos Valentino Rossi
Tipo de artigo Últimas notícias