Após quedas, GP da Alemanha terá baixas de pilotos na MotoGP

compartilhar
comentários
Após quedas, GP da Alemanha terá baixas de pilotos na MotoGP
Por: Gabriel Lima
7 de jul de 2015 10:56

Contundidos, Stefan Bradl e Karel Abraham não poderão tomar parte em corrida disputada em Sachsenring.

Stefan Bradl, Forwad Racing Yamaha
Stefan Bradl, Forward Racing Yamaha e Nicky Hayden, Aspar Racing Team Honda
Stefan Bradl, Forward Racing Yamaha
Stefan Bradl, Forward Racing Yamaha

O GP da Alemanha da MotoGP ainda nem começou, mas já tem duas baixas na categoria principal. Uma delas vai ser bastante sentida pelos fãs locais. Stefan Bradl, piloto da Forward Racing e único alemão do grid, não correrá a prova de Sachsenring. Ele sofreu uma fratura no escafoide da mão direita em uma queda durante o GP da Holanda.

“Os médicos me aconselharam a não apressar a recuperação para não comprometer o resto da temporada ", disse Bradl, que teve de passar por uma cirurgia para corrigir a contusão.

"Minha mão ainda está dolorida e vou tentar tirar o máximo de proveito da pausa de quatro semanas antes da corrida em Indianápolis. Eu estarei em Sachsenring com a equipe para atender meus compromissos com a mídia, os patrocinadores e todos os meus fãs."

O piloto da moto de número 6 dará lugar ao italiano Claudio Corti. Corti chegou a andar no time na MotoGP no ano de 2013 ao lado do norte-americano Colin Edwards. Depois disso, ele foi para a equipe da MV Agusta na Superbike, onde correu até o fim de 2014.

Outro piloto que não corre no GP da Alemanha é o tcheco Karel Abraham. Ele deslocou o dedão do pé durante os treinos para o GP da Catalunha e já não pôde competir na Holanda, sendo vetado também para Sachsenring.

Seu substituto será o japonês Hiroshi Aoyama, que andou no lugar de Dani Pedrosa na Repsol Honda no início desta temporada em Austin, Argentina e Espanha, tendo um 11º como melhor posição. Dani teve de se ausentar após passar por uma cirurgia no braço direito.

Rabat quebra clavícula

O campeonato da Moto2 também entrou no noticiário de contusões pré-GP da Alemanha. O espanhol Tito Rabat sofreu neste final de semana uma falha no freio de sua moto treinando na pista de Almeria, na Espanha, e quebrou sua clavícula direita.

No entanto, mesmo passando por uma cirurgia neste domingo, o atual campeão do mundo confirmou que tentará correr a prova em Sachsenring. Rabat atualmente ocupa a vice-liderança da temporada da Moto2, a 45 pontos do líder Johann Zarco.

Próxima MotoGP matéria
Michelin: “pilotos terão de mudar estilo para se adaptar a novos pneus”

Previous article

Michelin: “pilotos terão de mudar estilo para se adaptar a novos pneus”

Next article

“Estive muito próximo de deixar a Yamaha”, diz Lorenzo

 “Estive muito próximo de deixar a Yamaha”, diz Lorenzo
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Alemanha
Localização Sachsenring
Pilotos Stefan Bradl
Equipes Athina Forward Racing
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias