Após ser batido, Rossi vê Suzuki melhor que Yamaha

compartilhar
comentários
Após ser batido, Rossi vê Suzuki melhor que Yamaha
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
22 de out de 2018 14:23

Piloto é apenas quarto colocado em prova no Japão e alerta Yamaha mais uma vez: “Suzuki trabalha melhor que nós”

Depois que a Yamaha teve seu melhor final de semana em meses na Tailândia, com Maverick Viñales e Valentino Rossi terminando em terceiro e quarto, italiano disse que sentiu que o resultado de Motegi foi mais indicativo do nível atual da M1.

O piloto foi o quarto se aproveitando de problemas de concorrentes, com Viñales apenas em sétimo.

"Acho que trabalhamos bem, demos mais um passo no warm-up. Me sinto melhor na moto e comecei bastante otimista para lutar pelo pódio", disse Rossi.

“Infelizmente as duas Suzukis e também Cal Crutchlow foram mais rápidos que eu. Tentei não desistir e não cometer erros, tentei chegar ao final com bom ritmo. Mas o nosso potencial é este. É mais isso do que a Tailândia, infelizmente."

Solicitado a comparar a Yamaha à Suzuki, Rossi acrescentou: “a Suzuki deu um passo muito bom em relação ao ano passado, porque trabalha da maneira certa. Melhor que nós”.

"Eles são fortes. Se Iannone não caísse, teria chegado na frente. Eles estão lutando pelo pódio, eles são mais fortes.”

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Rins conseguiu seu terceiro pódio da temporada no Japão, ultrapassando o companheiro de equipe Andrea Iannone nos pontos e chegando logo atrás do segundo colocado, Cal Crutchlow.

O jovem de 22 anos lutou com Rossi no início da corrida, mas disse que percebeu que a aceleração da Suzuki era superior e simplesmente esperou que os pneus do italiano se desgastassem.

"Acho que nosso ritmo de corrida foi melhor que o dele. Acho que ele destruiu os pneus, então esperei até que os pneus dele caíssem", disse Rins.

“Eu vi na saída das curvas que ele estava sofrendo um pouco. Eu estava levantando a moto mais rápido. Ele freava muito rápido, eu o pegava na tração.”

Rins acrescentou que estava satisfeito com o ritmo de desenvolvimento da Suzuki, com a marca Hamamatsu trazendo uma moto de especificação de 2019 para o piloto de testes Sylvain Guintoli competir em Motegi.

"Eles trabalharam muito duro desde o início da temporada", disse o espanhol. “Em Assen, mudamos o motor usando um com um pouco mais de potência em alta velocidade”.

“Desde então, eles sempre trouxeram coisas novas. Aqui corremos com uma carenagem diferente com novas aletas. Eles querem ganhar, por isso estou muito feliz por fazer parte disso e tentar ir mais rápido."

Sylvain Guintoli, Team Suzuki MotoGP

Sylvain Guintoli, Team Suzuki MotoGP

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Next article
OPINIÃO: Por que Márquez baterá números de Rossi na MotoGP

Previous article

OPINIÃO: Por que Márquez baterá números de Rossi na MotoGP

Next article

Top 10 MotoGP: Japão 2018

Top 10 MotoGP: Japão 2018
Load comments