Assessoria de Lorenzo nega pacto “anti-Rossi” com Marquez

Equipe de comunicação pessoal de Jorge Lorenzo desmente acusações feitas por jornal italiano de reunião secreta em Andorra

Após o polêmico duelo entre Rossi e Marquez durante o GP da Malásia na semana passada, relatos de um acordo entre Marquez e Lorenzo foram publicados pelo jornal italiano La Repubblica, que afirmou que os dois espanhóis realizaram uma reunião secreta em Andorra, no final de setembro.

Antes da corrida em Sepang, Rossi acusou Marquez de tentar dificultar sua busca pelo décimo título mundial e de favorecer Lorenzo na corrida anterior em Phillip Island. A acusação foi negada pelo piloto da Repsol Honda.

"Queremos oficialmente e categoricamente negar tudo o que foi publicado nos últimos dias sobre uma possível reunião ou pacto entre Jorge Lorenzo e Marc Marquez", diz um comunicado divulgado pela assessoria pessoal de Lorenzo.

"Esses relatórios publicados pelo La Repubblica, e que, posteriormente, foram copiados por outros meios de comunicação italianos, são ridículos e infundados.”

"Sem disposição para contribuir para esta situação desagradável para o piloto, nós só queremos expressar nosso desconforto com este tipo de rumores, que não foram provados antes de serem publicados.”

"Reiteramos mais uma vez que toda esta informação é completamente falsa."

O comunicado também negou que Lorenzo tivesse ido à direção de prova para pressionar uma penalização mais severa para Rossi depois da corrida, como foi amplamente divulgado após a corrida.

"Da mesma forma, queremos negar que Jorge Lorenzo foi ao escritório do diretor de prova após o GP da Malásia, como alguns têm relatado e como Jorge mesmo explicou durante a conferência de imprensa", conclui a nota.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Valentino Rossi , Jorge Lorenzo , Marc Marquez
Tipo de artigo Últimas notícias