Bagnaia quer ser o melhor novato de 2019

compartilhar
comentários
Bagnaia quer ser o melhor novato de 2019
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
2 de dez de 2018 17:23

Piloto da Pramac Ducati diz que mira honrarias de novatos em 2019, depois de ter terminado os testes de pós-temporada de Jerez no top-10

O atual campeão da Moto2, Francesco Bagnaia, concluiu o último dia de trabalho em 2018 sendo o nono mais rápido a bordo da sua GP18 da Ducati, menos de quatro décimos do ritmo estabelecido pelo piloto da LCR Honda, Takaaki Nakagami.

Isso o deixou meio segundo mais rápido que outro estreante, o piloto da Petronas SRT Yamaha, Fabio Quartararo.

Bagnaia diz que bater os ex-colegas de Moto2, Quartararo, Joan Mir (Suzuki) e Miguel Oliveira (Tech 3 KTM) será o seu foco principal durante a sua temporada de estreia na categoria rainha.

"Meu objetivo no próximo ano com certeza será chegar na frente dos outros novatos", disse o italiano. “Foi importante para mim terminar o teste aqui como o primeiro novato.

“No primeiro dia em Valência [o primeiro teste de pós-temporada] encontrei algo muito positivo na moto. Foi a chave para ir rápido assim.”

“Com a equipe, estamos trabalhando muito bem, e essa é outra boa perspectiva para o próximo ano. Com certeza, temos muitos pontos a melhorar, mas estou feliz com esses dois dias de testes.”

"Achei que teria dificuldades aqui porque, historicamente, Jerez é uma pista difícil para a Ducati. Este ano foi melhor, mas a Honda ainda tem algo a mais. Então, terminar três décimos do topo é bom."

Bagnaia afirmou estar particularmente satisfeito com o progresso que fez na frenagem em Jerez, pois considera que esta é a área em que está mais perdido.

"Estou muito feliz por melhorar nas zonas de frenagem, porque [na quarta-feira] foi muito difícil para mim", disse ele. “[Na quinta-feira] demos um grande passo à frente.”

"Demos o passo e estamos trabalhando nessa direção e foi melhor em tudo. A última moto que testei com a última configuração foi um bom ponto para começar no próximo ano.”

O protegido de Valentino Rossi também revelou que passou algumas voltas na quinta-feira, seguindo o piloto de fábrica da Ducati, Andrea Dovizioso.

"Foi bom, porque vi muitas coisas", comentou Bagnaia. "Ele pode fechar mais a linha na saída e foi positivo para mim segui-lo por duas ou três voltas."

Questionado sobre como ele via seu estilo de pilotagem, Bagnaia se descreveu como “uma mistura de [Jorge] Lorenzo e Dovizioso.”

Elaborando melhor, ele acrescentou: "Para velocidade de curva, com certeza Lorenzo, e na saída [da curva], mais como Dovizioso."

Francesco Bagnaia, Pramac Racing

Francesco Bagnaia, Pramac Racing

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Next article
Jorge Viegas é o novo presidente da FIM

Previous article

Jorge Viegas é o novo presidente da FIM

Next article

Rossi acredita no potencial de Lorenzo com Honda

Rossi acredita no potencial de Lorenzo com Honda
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento Testes de novembro em Jerez
Pilotos Francesco Bagnaia
Equipes Alma Pramac Racing
Autor Jamie Klein