Bater Yamaha de fábrica era “desconfortável”, diz Tech 3

compartilhar
comentários
Bater Yamaha de fábrica era “desconfortável”, diz Tech 3
David Gruz
Por: David Gruz
15 de dez de 2017 19:08

Herve Poncharal diz que detectou reações frias da Yamaha quando seus pilotos, Zarco e Folger, superavam Rossi e Viñales durante a temporada

Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Marc Marquez, Repsol Honda Team
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Maverick Viñales, Yamaha Factory Racing, Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

Herve Poncharal, chefe da equipe satélite da Yamaha na MotoGP, a Tech 3, admitiu que ver suas motos derrotarem o time oficial da fabricante em várias ocasiões criou situações “desconfortáveis”.

Os pilotos da equipe oficial, Maverick Viñales e Valentino Rossi, enfrentaram uma campanha frustrante em 2017, sendo que Johann Zarco, estreante na categoria, brilhou com a moto da Tech 3, de um ano antes.

O francês conseguiu derrotar Viñales e Rossi por seis vezes durante a temporada, enquanto que Jonas Folger, seu companheiro, o fez por duas vezes.

Poncharal disse que a equipe não previa a boa temporada de Zarco “nem mesmo nos melhores sonhos”, mas admitiu que superar a equipe oficial resultou em alguns momentos constrangedores.

“Às vezes era um pouco desconfortável estar na frente deles. Eu poderia ver as caras ficando amarradas. Não tínhamos muitos apertos de mão ou sorrisos após a corrida, mas eu entendo”, disse Poncharal.

“Estávamos aqui com dois pilotos estreantes para fazê-los aprender a categoria, e eles [Yamaha oficial] estavam aqui para vencer o campeonato, e isso não aconteceu por várias razões.”

“O fato de termos feito o que fizemos com a moto antiga, pressionando os engenheiros e os dois pilotos de fábrica, talvez os tenha feito ir a uma direção errada.”

A Tech 3 não deveria vencer a equipe de fábrica

Apesar da forte temporada da Tech 3, Poncharal destacou que competir com a Yamaha de fábrica “não é o que deveríamos fazer”, e que a prioridade é ajudar a fabricante japonesa a conquistar o título.

“Somos quatro M1 na pista e precisamos, juntos, dar o máximo de informações à fábrica para possibilitá-los de lutar pelo título”, acrescentou.

“Sempre a equipe de fábrica será a primeira. Somos a Yamaha, estamos na 20ª temporada consecutiva com eles, os conheço bem, os respeito muito.”

“Se alcançarmos o resultado, é porque com certeza temos um bom piloto, uma boa equipe, mas também uma boa moto. Então, temos que agradecer à Yamaha pela forma com que eles têm nos apoiado.”

Próxima MotoGP matéria
Audi descarta ideia de vender Ducati

Previous article

Audi descarta ideia de vender Ducati

Next article

Lorenzo contrata ex-piloto como coach para temporada 2018

Lorenzo contrata ex-piloto como coach para temporada 2018
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Equipes Movistar Yamaha MotoGP , Monster Yamaha Tech 3
Autor David Gruz
Tipo de matéria Últimas notícias