Crutchlow diz que Honda fez tudo o que pilotos queriam

Novo motor para temporada de 2018 tem mais potência do que os antecessores, segundo piloto britânico

Piloto da LCR Honda, Cal Crutchlow elogiou o trabalho feito pela fábrica japonesa para a temporada de 2018 da MotoGP. Para o britânico, o novo motor da RC213V é muito mais forte do que os anteriores, o que levará o time a poder utilizar regulagens diferentes para cada pista e ao estilo de cada piloto.

"Estou satisfeito com o que a Honda fez durante o inverno, porque o que pedimos, nós conseguimos", disse o britânico.

"É melhor em algumas áreas e precisamos trabalhar em outras, mas melhoramos. O motor é forte e mais forte do que no ano passado.”

"Não estou preocupado se o motor for muito agressivo, porque temos componentes eletrônicos que podem controlá-lo se quisermos. Se ele (Márquez) não quiser ir tão rápido, ele pode reduzir o torque.”

"Mas acho que o que temos é positivo, porque se tivermos mais potência, podemos sempre utilizar menos do que realmente temos. Se você não tiver potência, não pode acertar a moto pensando nisso."

Pedrosa diz que o novo motor precisa de "cautela"

Dani Pedrosa também declarou que o novo motor tem mais potência, mas insistiu que a Honda precisa ser "cautelosa" quanto à sua usabilidade.

"O objetivo deste teste foi testar os motores e reunir o máximo de informações possível", disse Pedrosa. "Neste teste, fiz mais voltas com o motor mais recente”.

"Eu acho que ele tem um pouco mais de potência, mas você tem que ser muito cauteloso para fazê-lo funcionar.”

"Temos que ir a outro circuito para entender qual motor escolheremos. Temos que analisar bastante os dados e encontrar as respostas certas."

Reportagem Adicional por Oriol Puigdemont

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento Sepang January testing
Pista Sepang International Circuit
Pilotos Cal Crutchlow
Equipes LCR Honda
Tipo de artigo Últimas notícias