Crutchlow: Honda está "um passo atrás" novamente

Cal Crutchlow vê Honda novamente com dificuldades em relação às rivais após primeiras sessões de testes de pré-temporada

A Honda está um passo atrás mais uma vez. Quem diz é Cal Crutchlow, piloto da LCR, time sátelite da fabricante japonesa. Durante os testes de pré-temporada em Sepang, na semana passada, a Honda buscou trabalhar em uma nova versão do motor para 2017, processo que foi atrapalhado por dificuldades com a eletrônica.

Os pilotos da marca nipônica compararam o motor testado em Valência, no final do ano passado, e a atualização levada para a Malásia. Agora, a Honda tem uma decisão a tomar em relação a qual variante será utilizada daqui para a frente.

Marc Márquez foi o terceiro mais veloz no combinado dos três dias em Sepang - posição melhor do que há um ano, quando a central eletrônica padrão foi introduzida. Ainda assim, Crutchlow considera que a Honda não está em uma situação ideal.

"Tive muito tempo com o motor novo no último dia de testes e foi bastante positivo - mais do que no dia anterior, quando estávamos mais concentrados em entender como conduzir a moto. Eu, Marc e Dani (Pedrosa) fizemos alguns avanços e nosso ritmo não é tão ruim", disse Crutchlow, que terminou em nono no combinado dos três dias de testes.

"Estamos satisfeitos para o momento, mas temos muito trabalho a fazer, não há dúvidas sobre isso. Ainda estamos um passo atrás, nossa equipe e a Honda sabem disso. Creio que o próximo teste será mais complicado, não é tão simples conseguir partes novas ou fazer algo antes disso - é algo que acontecerá só no Catar", afirmou.

Com dificuldades no freio motor, Crutchlow revelou que voltou para a especificação de Valência na reta final do último dia, para comparar o rendimento de cada um especificamente neste aspecto.

"Tivemos muitos problemas com o freio motor e não conseguíamos parar a moto, perdendo cerca de três décimos somente nessa área", acrescentou.

"Voltei para o motor antigo no final do teste e foi difícil voltar a pensar em um modo anterior de pilotar, pois as características são diferentes e você precisa encontrar um caminho. Ainda há muito trabalho a fazer."

"De qualquer forma, é bom ver que Dani e Marc estão competitivos e estamos satisfeitos com o que estamos e com o que conseguimos aprender até agora", completou.

Reportagem adicional por Scherazade Mulia Saraswati

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Cal Crutchlow
Equipes Team LCR
Tipo de artigo Últimas notícias