Crutchlow: “Não sou mais um piloto de 6º lugares”

compartilhar
comentários
Crutchlow: “Não sou mais um piloto de 6º lugares”
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
25 de abr de 2018 11:43

Britânico justifica acidente em Austin enquanto tentava passar Johann Zarco: “eu era rápido o suficiente para ficar em segundo”

Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Andrea Dovizioso, Ducati Team, Cal Crutchlow, Team LCR Honda, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Cal Crutchlow, Team LCR Honda, Andrea Dovizioso, Ducati Team
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Cal Crutchlow, Team LCR Honda
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3, Cal Crutchlow, Team LCR Honda

Após o erro que o tirou da liderança do campeonato no último domingo em Austin, Cal Crutchlow disse que não se arrepende da forma que encarou a prova no Texas. Após cair em sexto, ele chegou em 19º no fim.

Explicando o incidente, Crutchlow disse que não podia passar mais tempo atrás de Zarco, já que estava consciente das motos que tinha à frente e que achava que tinha o ritmo para ficar em segundo lugar.

"Eu cometi um erro estúpido na última curva", admitiu ele. "Eu estava tentando alinhar a moto para tentar passar Johann na curva 1, e quando me inclinei no último momento, abri o acelerador e a frente fechou”.

"Não sou um piloto de sexto lugar este ano. Então, não vou me contentar com o sexto lugar. Eu era rápido o suficiente para ficar em segundo. Eu sou um piloto e você precisa entender quando alguém está na sua frente. Se eles estão indo mais devagar do que posso ir, eu não vou andar atrás deles.”

"Eu precisava passar Zarco e ir embora, porque os outros estavam abrindo na minha frente, então eu sabia que poderia passar facilmente. Temos que levar os pontos positivos para Jerez. Nós fomos rápidos o suficiente. Devíamos terminar em segundo, mas não o fizemos isso porque foi minha culpa."

Crutchlow liderou o campeonato antes da corrida em Austin depois de sua vitória na Argentina, mas agora está em quarto empatado com Zarco, oito pontos atrás do novo líder, Andrea Dovizioso.

O britânico reconheceu que não estar na liderança nos pontos o ajudará a se concentrar em alcançar o pódio em todas as corridas.

"Eu não estou dizendo que eu não quero ser o líder do campeonato, mas de certa forma talvez seja melhor não ser, porque agora você pode se concentrar em estar no pódio semana após semana, em vez de se concentrar no que a equipe quer, terminar em quinto ou sexto, acumular pontos.”

"Se você perseguir pódios, o campeonato virá. No Qatar eu terminei em quarto, mas eu estava perseguindo o pódio. Na Argentina eu venci, eu sabia que poderia ganhar.”

"Não estou dizendo que pensei que era impossível vencer, mas sabia que seria difícil. Na verdade, pensei que seria fácil estar no pódio, e era."

Próxima MotoGP matéria
Atuação da Honda em Austin é “preocupante”, diz Rossi

Previous article

Atuação da Honda em Austin é “preocupante”, diz Rossi

Next article

Antes de pódio, Iannone estava “prestes a explodir de raiva”

Antes de pódio, Iannone estava “prestes a explodir de raiva”
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP das Américas
Localização Circuit of the Americas
Pilotos Cal Crutchlow Shop Now
Equipes LCR Honda
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias