Danilo Petrucci deve substituir Lorenzo na Ducati

compartilhar
comentários
Danilo Petrucci deve substituir Lorenzo na Ducati
Oriol Puigdemont
Por: Oriol Puigdemont
5 de jun de 2018 17:44

Segundo apurado pelo Motorsport.com, italiano deve assumir vaga na equipe de fábrica no lugar do espanhol em 2019

Danilo Petrucci, Pramac Racing
Danilo Petrucci, Pramac Racing
Danilo Petrucci, Pramac Racing
Race winner Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Danilo Petrucci, Pramac Racing
Franco Morbidelli, Estrella Galicia 0,0 Marc VDS
Podium: race winner Jorge Lorenzo, Ducati Team

Nesta terça-feira o mundo da MotoGP estremeceu, com as notícias da saída de Dani Pedrosa da Honda, após 13 anos, e a chegada de Jorge Lorenzo na equipe, após o término da atual temporada.

A decisão de substituir Jorge Lorenzo por Danilo Petrucci foi tomada pessoalmente pelo CEO da Ducati, Claudio Domenicali, e deverá ser anunciada, o mais tardar, no GP da Catalunha, dentro de duas semanas.

Foi apurado que algumas figuras da Ducati que estavam dispostas a dar mais tempo a Lorenzo antes de tomarem uma decisão final.

No entanto, um acordo de dois anos com Petrucci parar estar ao lado de Andrea Dovizioso foi firmado no final de semana em Mugello, onde Lorenzo garantiu sua primeira vitória como piloto da Ducati.

O outro candidato a substituir Lorenzo era o atual colega de equipe de Petrucci, Jack Miller, que permanecerá na Pramac em 2019, juntamente com o líder do campeonato da Moto2, Francesco Bagnaia.

Petrucci teve uma oferta da Aprilia, mas é provável que este lugar seja de Andrea Iannone, que confirmou antes do fim de semana de Mugello que deixaria a Suzuki ao final de 2018.

Depois de sugerir fortemente que o seu período na Ducati estava chegando ao fim após a vitória em Mugello, Lorenzo esclareceu posteriormente que a relação entre as duas partes está "terminada".

“Eu ficava dizendo às pessoas dentro da equipe para acreditar em mim, para me trazer o que eu pedia. Eles fizeram isso, mas tarde demais ", disse Lorenzo.

"Tenho a impressão de que Gigi [Dall'Igna, chefe técnico], Paolo [Ciabatti, diretor esportivo] e Davide [Tardozzi, gerente da equipe] queriam que eu ficasse. Mas não guardo rancor".

Acredita-se que Lorenzo garantiu o acordo com a Honda antes que a Ducati tomasse a decisão final de não mantê-lo, mas ele também estava trabalhando em uma potencial opção da Yamaha via satélite, na expectativa de perder sua atual vaga.

O projeto da Yamaha satélite ainda poderá ir em frente, com Pedrosa agora sendo uma opção no mercado de pilotos.

Era esperado que a Marc VDS substituísse a Tech 3 como equipe satélite da Yamaha no ano que vem, mas ainda restam pontos de interrogação sobre o futuro na MotoGP, após a saída de Michael Bartholemy da equipe.

A gigante petrolífera da Malásia, Petronas, tem estado ligado à aquisição das vagas da Marc VDS, mas também existe o potencial para se unir à equipe da Angel Nieto (ex-Aspar).

Next article
Lorenzo e Honda chegam a um acordo de dois anos na MotoGP

Previous article

Lorenzo e Honda chegam a um acordo de dois anos na MotoGP

Next article

Zarco explica pior final de semana da temporada

Zarco explica pior final de semana da temporada
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Jorge Lorenzo Shop Now , Danilo Petrucci
Equipes Ducati Team Shop Now
Autor Oriol Puigdemont