Diretora de Spa diz querer prova da MotoGP no futuro

Após reunião com representantes da Dorna, dirigente cita que está estudando o que pode fazer para receber categoria

Sem receber a MotoGP desde 1990, Spa-Francorchamps pode voltar a sediar uma corrida do campeonato mundial no futuro. A intenção da diretora da pista, Nathalie Maillet, é adaptar o autódromo para voltar a receber as motos com segurança.

"Quero conseguir alguns grandes eventos como a MotoGP. Passei recentemente um dia em Madri para discutir isso com os organizadores da MotoGP (a Dorna)", disse Maillet ao site DH.be.

"Eu vou estudar o que será necessário para receber as motos de volta, organizando Fórmula 1 e MotoGP mais profundamente. Isso trará um grande nível de rentabilidade e retorno econômico para a região.”

"Não poderíamos ter a MotoGP até 2020. Estou pensando no longo prazo."

Ex-piloto do mundial, o belga Didier De Radigues – que venceu em Spa de 250cc em 1990 – acrescentou: "Se o projeto for bem sucedido, seria fantástico. O layout de Spa contrasta com o dos circuitos de hoje, a maioria é criado pelos mesmos designers.”

"Para um piloto, Spa é um dos circuitos que mais dá prazer. Encontraria um lugar especial no calendário da MotoGP e se tornaria tão mítico quanto para a Fórmula 1.”

"Na sequência seguinte à Raidillon, os pilotos provavelmente chegariam a uma velocidade máxima de aproximadamente 350 km/h, como em Mugello ou Sepang, por exemplo. Mas é a sequência de curvas longas rápidas que faria Spa tão especial.”

Mas ele também alertou: "2020 me parece muito otimista..."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Tipo de artigo Últimas notícias