Dovi: Lorenzo me custou a chance de vencer em Jerez

Piloto italiano critica condução do parceiro de Ducati; Lorenzo crê em grande trabalho feito na Espanha

Andrea Dovizioso acredita que seu companheiro de equipe, Jorge Lorenzo, tentou segurá-lo a qualquer custo durante o GP da Espanha do último domingo, o que acabou por custar ao italiano a oportunidade de lutar pela vitória com Marc Márquez.

A oito voltas do fim, os dois e Dani Pedrosa acabaram se chocando no duelo e abandonaram a corrida.

Dovi disse que Lorenzo não queria deixa-lo passar e desacelerava para fecha-lo nas curvas.

Quando perguntado se ele achava que poderia pegar Márquez no final da corrida, ele disse: "Não, não, não. Ali já era tarde demais. Eu perdi muito atrás de Jorge”.

"Ele era rápido, mas ele estava muito lento no meio das curvas, ele estava com dificuldades demais com a frente. Eu acho que ele também não queria me deixar passar, e ele parava muito no meio das curvas."

"É por isso que perdemos tempo com Marc, porque ele (Lorenzo) estava com dificuldades e diminuiu a velocidade para fechar a porta. E é por isso que dei 10 voltas, ou não sei quantas voltas, para tentar ultrapassá-lo. Porque não queria cometer erros.”

"Se eu estivesse atrás de Marc quando ele começou a andar mais forte, talvez eu tivesse a chance de segui-lo. Talvez".

Lorenzo "muito satisfeito" com o desempenho

Lorenzo, o único piloto a correr com o pneu dianteiro macio, disse que estava no limite quando Márquez começou a abrir.

O piloto da Ducati, que assumiu a liderança e foi até a volta oito na frente, estava "muito satisfeito" de correr tão bem apesar de não ter ritmo.

"Fiquei muito feliz, porque estava realmente convencido, realmente determinado desde o início, ultrapassando três pilotos no primeiro ponto de frenagem", disse ele.

"Eu estava freando muito, talvez como nunca nesta moto, talvez até mais do que com a Yamaha. Nesse aspecto eu estava muito satisfeito com a minha corrida, muito feliz, porque eu não tinha o ritmo. Mas, mesmo assim, eu estava liderando a corrida por oito voltas e indo muito rápido.”

"Durante todo o fim de semana eu não tive o ritmo. O que acontece é que eu faço coisas que outros pilotos com o meu ritmo não podem fazer nas primeiras voltas. Esse é o meu mérito, porque sem ritmo eu pude liderar a corrida e outro piloto não poderia fazer isso, é a minha sorte, meu talento, digamos, nos últimos anos.”

"Mas eu preciso de mais ritmo, eu preciso ser mais rápido. Se em vez de 39s2-39s3 eu estivesse em 38s9-38s8, eles não poderiam me pegar."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP da Espanha
Sub-evento Sunday race
Pista Circuito de Jerez
Pilotos Andrea Dovizioso , Jorge Lorenzo
Equipes Ducati Team
Tipo de artigo Últimas notícias