Dovizioso culpa falta de potência por mau resultado

compartilhar
comentários
Dovizioso culpa falta de potência por mau resultado
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
23 de out de 2017 17:13

Italiano diz que a falta de velocidade em sua Ducati, e não um erro inicial, foi a pior coisa que poderia ter acontecido em sua corrida

Andrea Dovizioso, Ducati Team bike
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team

Andrea Dovizioso começou o GP da Austrália em Phillip Island da 11ª posição e logo no início da segunda volta cometeu um erro, caindo para o 20º lugar.

O italiano conseguiu recuperar sua posição de largada ao longo das voltas seguintes, mas não conseguiu superar Dani Pedrosa e Scott Redding na linha de chegada.

Isso significa que Dovizioso, que chegou à Austrália apenas 11 pontos atrás de Marc Márquez, agora fica a 33, com apenas duas corridas - Sepang e Valência - para o término do campeonato.

"Péssimo resultado, com certeza, especialmente para o campeonato", lamentou o piloto de 31 anos. "Com certeza, meu erro na segunda volta criou uma situação ruim. Mas a realidade não é essa. A realidade é que não fomos rápidos."

"A característica desta pista é ter uma boa tração, confirmamos que ainda temos esse limite. Nós ficamos sem pneus a oito voltas do fim, mas tudo isso é consequência."

"Fizemos realmente boas corridas neste ano em pistas onde não éramos rápidos no passado, mas essa tem essa característica particular."

"Mas, de qualquer maneira, queremos pensar positivo para as duas provas restantes. Sabemos que lutar pelo campeonato será muito difícil, mas, felizmente, neste esporte, tudo pode acontecer."

Perguntado sobre onde ele poderia ter terminado sem o erro da segunda volta, Dovizioso respondeu: "Difícil de ter certeza, à frente dos KTMs [nono e décimo]. Talvez [Alex] Rins [oitavo]. Mas não mais."

O piloto da Pramac, Scott Redding foi o melhor da Ducati, no 11º lugar, mas Dovizioso disse que não estava infeliz com outro membro da marca italiana o superando.

"Não, ele está fazendo sua corrida", disse Dovizioso. "O que foi embaraçoso, foi minha tração."

"Ele teve uma melhor tração no final e tentei fechar todas as portas até a última curva. Mas na saída, eu estava muito lento, ambos os pilotos [Redding e Pedrosa] me passaram."

Relatórios adicionais por Oriol Puigdemont

Próxima MotoGP matéria
Após fratura na Austrália, Espargaró não corre GP da Malásia

Previous article

Após fratura na Austrália, Espargaró não corre GP da Malásia

Next article

Van der Mark substitui Folger na Tech 3 na Malásia

Van der Mark substitui Folger na Tech 3 na Malásia

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Austrália
Localização Phillip Island Grand Prix Circuit
Pilotos Andrea Dovizioso
Equipes Ducati Team
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias