Dovizioso diz não ter pedido ordem de equipe à Ducati

compartilhar
comentários
Dovizioso diz não ter pedido ordem de equipe à Ducati
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
Traduzido por: Gabriel Lima
30 de out de 2017 12:41

Piloto italiano nega ter conhecimento de código enviado a Lorenzo: “eu sou um esportista e a vitória deve ser conquistada do jeito certo”

Race winner Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Andrea Dovizioso, Ducati Team
Race winner Andrea Dovizioso, Ducati Team
Podium: race winner Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team, Andrea Dovizioso, Ducati Team, Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3

Com a vitória no GP da Malásia, Andrea Dovizioso assegurou que o campeonato da MotoGP será decidido na última prova do mundial, em duas semanas em Valência. Mas para vencer em Sepang, o piloto teve de passar pelo companheiro Jorge Lorenzo, que liderava a corrida até cinco voltas para o fim. O italiano se aproveitou de um erro de Jorge e o superou.

Após o GP, Dovizioso insistiu que não houve reunião antes da corrida e disse que em qualquer caso esperava ter que passar seu companheiro de equipe na pista para obter a vitória.

"Eu não sei nada sobre isso (sobre a mensagem enviada ao painel da moto de Lorenzo), porque não sou um piloto político", disse Dovizioso. "Eu não sou um quem fala com os chefes sobre essas coisas.”

"Eu sou um esportista e a vitória deve ser conquistada do jeito certo. Não pedi nada a Ducati.”

"Se aconteceu, eu não sei. Mas, neste caso, foi uma decisão da Ducati. Talvez eu seja incomum ou mesmo estúpido, porque sou alguém que não procura essas coisas.”

"Nós não tivemos nenhuma reunião (sobre ordens de equipe), eu estava concentrado em obter 25 pontos em qual fosse a condição que nos encontrassemos."

Dovizioso acrescentou que não esperava que Lorenzo fosse ser tão forte como ele no molhado, mas acredita que teria tido o ritmo para passar o companheiro de equipe mesmo que ele não tivesse errado.

"Foi mais difícil do que o esperado (vencer), porque Jorge andou muito bem e era muito fácil travar o pneu da frente", disse ele.

"Eu administrei para tentar não correr riscos, porque sabia que eu tinha tempo para passar sem arriscar muito.”

"Com três quartos de prova, Jorge tentou criar uma vantagem, mas eu sabia que poderia ser mais rápido que ele. E no final acho que ele não queria fazer nada de louco.”

"Ele travou a frente e quase caiu, então, com o campeonato ainda aberto, não lutamos."

Reportagem adicional por Scherazade Mulia Saraswati

Próxima MotoGP matéria
Chuva e o campeonato aberto; o domingo em Sepang

Previous article

Chuva e o campeonato aberto; o domingo em Sepang

Next article

Galeria: BMW apresenta novo safety car da MotoGP

Galeria: BMW apresenta novo safety car da MotoGP
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Malásia
Localização Sepang International Circuit
Pilotos Andrea Dovizioso Shop Now
Equipes Ducati Team Shop Now
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias