Dovizioso diz que campeonato da MotoGP está aberto

compartilhar
comentários
Dovizioso diz que campeonato da MotoGP está aberto
Germán Garcia Casanova
Por: Germán Garcia Casanova
8 de ago de 2018 20:55

Andrea Dovizioso chegará à Áustria depois de conquistar sua segunda vitória da temporada em Brno no domingo

Race winner Andrea Dovizioso, Ducati Team
Podium: race winner Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Podium: race winner Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Pole sitter Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team

Igual ao resto da MotoGP, Andrea Dovizioso esteve em Brno na segunda-feira fazendo um teste em que a Ducati não levou grandes novidades, e que se esforçou para comparar diferentes soluções aerodinâmicas que já tinham sido estreadas no fim de semana.

Leia também:

"Eu dediquei o teste para fazer comparações entre os dois chassis. Mais do que nada, queria ter a certeza de que a ideia do fim de semana foi a correta, e devo dizer que as voltas que dei na segunda-feira me ajudaram a esclarecer dúvidas", explicou Dovizioso, que deu 40 voltas com um melhor tempo de 1min55s609, o quarto mais rápido.

Mundial aberto

Depois de vencer em Brno e fazer isso com uma espetacular dobradinha da Ducati no pódio, o italiano considera que as opções para o título ainda estão abertas, faltando nove corridas para o fim do campeonato.

"É justo pensar que tudo está aberto até o fim, e essa é a mentalidade com a qual corremos", explicou.

"Mas ainda estamos focados em melhorar certos pequenos aspectos que ainda não resolvemos. Temos uma excelente base e mostramos isso em todas as corridas, especialmente em Brno, uma pista onde sempre sofremos no passado. Mas ainda não temos a moto perfeita para competir contra a Honda de Márquez, precisamos melhorar, especialmente porque há muitos pontos que precisam ser recuperados. Portanto, falar que o mundial está fora do lugar, porque não temos tudo 100% no lugar".

O italiano continuou argumentando a necessidade de melhorar alguns aspectos da Ducati.

"Nesse caso, eu poderia definir o meu ritmo em todos os circuitos e, assim, condicionar o campeonato. Nestes momentos somos rápidos em todos os lados, podemos subir no pódio em todas as corridas, mas contra o Marc não basta isso. Ele ganha nas pistas que ele é favorito e onde é não, vai ao pódio. Então as coisas são complicadas, mas vencer o mundial não é uma obsessão, estamos focados em melhorar a moto."

O passo adiante dado por Márquez reside no fato de que agora ele sabe se conter quando as condições não são favoráveis, arriscando apenas quando acha que pode.

"Marc acumula muita experiência e está entendendo que não se pode ganhar sempre, e quando se encontra com dificuldades em uma pista trabalha muito, até domingo de manhã, para entender se pode ganhar e quais os riscos que pode assumir, como fez em Brno, onde se conformou com o terceiro lugar. Ele foi muito inteligente. O desejo é mantido, Marc é Marc e, por isso, às vezes não consegue deter seu instinto de sempre dar o máximo. Mas ele sabe perfeitamente bem que este é o seu ponto fraco e está constantemente trabalhando".

Em qualquer caso, a dobradinha da Ducati com o 1-2 de Brno é um sinal claro que a equipe italiana enviou para Márquez.

"Ele tem certa consideração comigo depois de no ano passado, e quando também Jorge [Lorenzo] é capaz de fazer uma corrida impressionante como no domingo, é um sinal importante para Marc, porque são duas motos idênticas que o superaram e o colocaram em dificuldades."

Informações adicionais de Gerald Dirnbeck

Próxima MotoGP matéria
Ducati permitirá testes de Lorenzo com Honda em novembro

Previous article

Ducati permitirá testes de Lorenzo com Honda em novembro

Next article

Confira os horários da MotoGP na Áustria

Confira os horários da MotoGP na Áustria
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Andrea Dovizioso Shop Now
Autor Germán Garcia Casanova
Tipo de matéria Reactions