Dovizioso: Ducati tem fraqueza em fim de provas

compartilhar
comentários
Dovizioso: Ducati tem fraqueza em fim de provas
David Gruz
Por: David Gruz
3 de jul de 2018 21:44

Italiano diz que maior problema da Ducati é manter vida útil dos pneus, já que disse que estava "completamente f*****" no final do GP da Holanda

Podium: Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Andrea Dovizioso, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team, Andrea Dovizioso, Ducati Team

A preservação de pneus estava entre os pontos fortes de Andrea Dovizioso no ano passado, quando o italiano chegou perto de conquistar o título, mas se tornou um problema para a Ducati em 2018, de acordo com o piloto de 32 anos.

Dovizioso, que ainda não venceu desde a abertura da temporada no Catar, terminou em quarto em Assen, incapaz de acompanhar o vencedor da prova Marc Márquez nos últimos estágios devido ao desgaste do pneu traseiro.

"Perdemos nas últimas oito voltas, não tive mais tração", afirmou Dovizioso. "Essa é a razão pela qual eu não pude acompanhar Marc e eu não pude lutar pelo pódio, que é o ponto negativo do fim de semana”.

"Estou feliz com a quarta posição porque nas últimas oito voltas eu estava tendo muitos problemas, não tinha mais velocidade.”

"Fiquei em quarto porque me coloquei na posição certa no momento certo, não porque no final fomos rápidos o suficiente para chegar em quarto.”

"Estou feliz pela forma como guiei, mas temos que tentar melhorar um pouco a forma de gerir o pneu traseiro.”

"A diferença em relação ao ano passado é que quando você perde a aderência no final da corrida, estamos completamente fodidos.”

"No ano passado tivemos a possibilidade de gerenciar o consumo e ser rápido no final das corridas. Este ano, com este pneu, não."

Não adianta pensar em campeonato

Após cair na corrida anterior em Barcelona, Dovizioso subiu para o quinto lugar na classificação em Assen, mas está 61 pontos atrás do líder, Márquez.

Ele alegou que ganhar o título não é "impossível", mas alertou que a Ducati primeiro tem que melhorar o consumo de pneus antes que possa estabelecer esses objetivos.

"Se você olhar para o campeonato, se você olhar para esta corrida, se você quer este objetivo, é muito difícil [bater Marquez], mas não é impossível", disse ele.

"Mas neste momento, eu não estou focado nisso e não vou correr para tentar criar uma situação estranha.”

"Acho que temos que melhorar nossos pontos negativos e no final da corrida, ainda não estamos fortes o suficiente.”

"Esse é o ponto e temos que nos concentrar nisso. Quando formos melhores nisso, podemos pensar em coisas diferentes.”

"Se você não está bem em todas as áreas, você não pode realmente lutar com Marc quando ele tem muitos pontos."

Reportagem adicional de Mark Bremer

Next article
Pedrosa revelará futuro na MotoGP na Alemanha

Previous article

Pedrosa revelará futuro na MotoGP na Alemanha

Next article

Márquez: Não iremos relaxar mesmo com vantagem de 41 pontos

Márquez: Não iremos relaxar mesmo com vantagem de 41 pontos
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da Holanda
Sub-evento Domingo - Pós-corrida
Localização Assen
Pilotos Andrea Dovizioso Shop Now
Equipes Ducati Team Shop Now
Autor David Gruz