Dovizioso evita drama após derrota para Márquez

Italiano vê déficit de 16 pontos contornável, mas se preocupa com bom ritmo do espanhol em “todas as pistas”

Líder do campeonato antes do GP de Aragón, Andrea Dovizioso viveu domingo difícil na Espanha. O piloto da Ducati não teve o mesmo ritmo dos concorrentes diretos pela vitória e, apesar de chegar a ocupar o terceiro lugar no início do GP, acabou terminando apenas em sétimo enquanto Marc Márquez, seu maior rival na disputa do título, venceu a prova.

Embora admita que o déficit para Márquez será "difícil" de tirar a partir de agora, Dovizioso insiste que a corrida de Aragón não marca o fim de sua chance de título.

"Com certeza não foi o melhor, perdemos pontos", disse o italiano. "Mas sabemos que podemos ganhar pontos nas próximas quatro corridas. Não é um drama.”

"Será difícil, porque Marc é muito rápido em todas as condições e em todas as pistas. Maverick Viñales também é realmente forte. Com certeza será difícil. Mas acho que temos chance e com certeza vamos tentar até o fim.”

"O bom deste campeonato é que a qualquer momento a realidade pode mudar. Isso é bom. Às vezes é negativo, às vezes é positivo. Então eu acho que temos a chance de lutar com certeza."

Dovizioso escolheu o pneu traseiro macio para a corrida de Aragón, mas disse que essa não foi a causa de sua corrida decepcionante, pois seu companheiro Jorge Lorenzo fez o mesmo e terminou em terceiro lugar.

O italiano acha que o problema foi o fato de perder terreno em três pontos específicos da pista: A longa curva 10, a curva 15 (que dá acesso à reta oposta) e a última curva.

"O que aconteceu na corrida foi que eu tinha três curvas onde eu perdia muito", explicou Dovizioso.

"Na entrada da curva 10 e na aceleração da curva 15, especialmente com empinadas. Nessas duas curvas eu perdi muito. Na última curva eu também perdia. E isso criou um problema, porque na corrida ninguém podia andar mais, já que todos tinham que poupar os pneus, principalmente o traseiro.”

"Mas depois de 10 voltas, Jorge começou a andar mais forte ainda e Marc me alcançou. Assim, eu tive que usar o pneu traseiro para tentar ficar com eles. Então, meu pneu acabou muito cedo e não consegui ser rápido nas últimas 10 voltas."

"Se você quer estar lá na corrida, você não pode perder muito em nenhuma parte da pista. Você pode perder um pouco, mas não assim."

Reportagem adicional por Oriol Puigdemont

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP de Aragón
Pista Motorland Aragon
Pilotos Andrea Dovizioso , Marc Marquez
Equipes Ducati Team
Tipo de artigo Últimas notícias