Dovizioso: repetir 2017 “não será suficiente”

Italiano, que fez campanha surpreendente em luta pelo título no ano passado, admite que terá de elevar seu jogo na tentativa de se tornar campeão

Andrea Dovizioso acredita que o nível cada vez mais alto de competitividade na MotoGP faz com que uma repetição de sua campanha de 2017 “não seja suficiente” para lutar novamente pelo título neste ano.

O piloto de 31 anos disputou de forma surpreendente o título na temporada passada, mantendo suas esperanças vivas até a rodada final, em Valência. Contudo, ele acabou derrotado no fim por Marc Márquez, da Honda.

Com as expectativas mais altas com relação a Dovizioso na temporada de 2018, o próprio piloto garantiu que não sente nenhuma pressão adicional.

Porém, ele admite que terá de elevar seu jogo, já que a quantidade de pilotos competitivos no grid tornará ainda mais difícil o seu plano.

“Sinto que estou no lugar certo e que sou compreendido, ao contrário do que aconteceu em outras situações no passado”, explicou Dovizioso.

“Sei muito bem o que temos que fazer, e em qual estado estão nossos rivais e suas motos. Nos encontramos em uma situação sem precedentes. Nos últimos três anos, há vários pilotos que podem vencer corridas.”

“Há realmente muitos de nós e, no passado, não era assim. Isso significa que está muito mais difícil se você quiser vencer. Para vencer, você precisa estar sempre no pódio ou no top 5.”

“Precisamos nos manter nesse nível por toda a temporada e será muito difícil. O que fizemos no ano passado não será suficiente, assim como o que Márquez fez em 2017 para conquistar o título não será suficiente.”

Reportagem adicional de Giacomo Rauli

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Andrea Dovizioso
Equipes Ducati Team
Tipo de artigo Últimas notícias