Ducati: equipe na Moto3 é pensamento “interessante”

Apesar de descartar ideia a curto prazo, chefe da montadora diz que considera estar no campeonato no futuro

Depois de finalmente ganhar uma corrida na MotoGP pela primeira vez desde 2010 neste ano, a Ducati já pensa grande. O time considera uma equipe de Moto3 no futuro para trazer jovens pilotos à sua esquadra na MotoGP.

"Moto3 é algo interessante, não é um plano, mas é algo em que estamos pensando", disse Paolo Ciabatti, chefe da Ducati.

"Não vai acontecer no próximo ano, porque as decisões ainda não foram tomadas, mas eventualmente, se tudo correr bem com nosso projeto de MotoGP, podemos considerar uma moto na Moto3."

A principal atração no projeto da Moto3 seria formar relacionamentos iniciais com estrelas em ascensão, potencialmente as guiando até a MotoGP.

Rivais na MotoGP, Honda e KTM já estão envolvidas na Moto3, mas Ciabatti salientou que a Ducati - que apoia mais equipas satélites do que qualquer outra fabricante - tem mais lugares na MotoGP para oferecer a um jovem piloto.

"A maioria dos pilotos que chegam à MotoGP vem da Moto2 e, obviamente, muitos deles também foram bem-sucedidos na Moto3", disse Ciabatti.

"Mas, do lado da Ducati, temos várias equipas satélite, então já temos a possibilidade de colocar alguns jovens pilotos promissores na MotoGP sem a pressão de estar em uma equipa de fábrica".

A Moto3 atualmente tem motos 250cc de motor quatro tempos, com Honda, KTM e Mahindra/Peugeot. A Honda também fornece os motores à Moto2, onde a KTM entrará como fabricante em 2017.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Tipo de artigo Últimas notícias