MotoGP / GP da Áustria

Em 6º, Viñales reclama da moto: “não estou sendo natural”

Piloto espanhol diz que tentava recuperar aceleração ruim freando mais tarde apesar de falta de equilíbrio

A Yamaha teve um dia péssimo no Red Bull Ring neste domingo. O espanhol Maverick Viñales foi o melhor do time de fábrica, chegando na sexta posição, um lugar à frente de Valentino Rossi, mas atrás da melhor Yamaha, Johann Zarco, no quinto posto.

O piloto da moto 25 reclamou da guiada da M1 e da falta de aceleração e aderência de seu equipamento durante o GP da Áustria. Para ele, isso o impediu de lutar pela vitória.

“Estava tentando me recuperar freando mais tarde”, disse após o GP ao Motorsport.com Brasil.

“Era a única maneira de ir mais rápido. Tentei não perder muito tempo nas saídas das curvas e dentro das curvas.”

“Era muito difícil. Honestamente, não sei (o que houve). Precisamos analisar para ter uma ideia melhor.”

Em terceiro e a 24 pontos da liderança do mundial, Viñales disse que não conseguiu utilizar corretamente seu estilo de pilotagem no Red Bull Ring.

“Com certeza não estou andando de uma maneira natural”, disse.

“Sou um bom freador e estou perdendo todas as curvas. Mas preciso me adaptar à moto e tentar fazê-la funcionar. Se precisar mudar de estilo, vou tentar.”

“Mas precisamos fazer a moto funcionar. O problema não é a moto, o problema é que não temos tido aderência traseira. O pneu traseiro se desgasta muito e rapidamente”, concluiu.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP da Áustria
Pista Red Bull Ring
Pilotos Maverick Viñales
Tipo de artigo Últimas notícias