Espargaró: calendário “estressante” encurtará carreiras

compartilhar
comentários
Espargaró: calendário “estressante” encurtará carreiras
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
Co-autor: Jamie Klein
9 de ago de 2018 15:26

Piloto da Aprilia, Aleix Espargaró acredita que o calendário “superestressante” da MotoGP na atualidade não é sustentável, e inclusive prevê que os pilotos não conseguirão emular Valentino Rossi e estender suas carreiras até os 40 anos.

A categoria sempre teve cronogramas de entre 16 e 18 corridas durante a carreira de Rossi, mas chegou a 19 na atual temporada e está de olho em uma lista de 20 provas para 2019.

“O calendário é muito apertado, superestressante”, disse Espargaró. “Não acho que muita gente consegue sobreviver a esse calendário. Mesmo se no ano que  vem corrermos mais, acho que o que Valentino está fazendo será impossível no futuro. De jeito nenhum você consegue correr até os 40 anos.”

Espargaró, assim como Rossi, esteve entre os vários pilotos que pediram por um descanso mais longo durante a temporada após a categoria ter passado por um intervalo de três semanas em Brno, na semana passada.

Ele destacou que o número de corridas não é o problema: “Temos de organizar melhor o calendário. O calendário é um completo desastre. Os pilotos de fábrica na MotoGP têm sorte, porque podemos chegar tarde na pista, temos motorhomes.”

“Mas meu amigo que dirige o meu motorhome deixou sua casa uma semana antes. Ele ficou em casa por duas semanas nos últimos seis meses.”

“É uma loucura. Ninguém nessa vida consegue fazer esse trabalho por várias vezes.”

“Corridas consecutivas não são problema. Se você tem três, quatro meses de um cronograma supercheio, é nosso trabalho, sem problema.”

“Mas precisamos ter um descanso no meio da temporada. Se você tem alguma lesão para ter um tratamento, para que os mecânicos desconectem... Para todos, precisamos ter um descanso mais longo. Menos de três semanas é besteira.”

O período de descanso de Espargaró foi afetado por uma lesão sofrida em Sachsenring, o que forçou o espanhol, que recentemente se tornou pai, a passar quase uma semana no hospital.

“Tive um grande acidente na Alemanha e fiquei seis dias com minha família. Agora, corremos aqui [Brno], testamos, corremos na Áustria, depois vamos a Misano para um teste, depois corremos de novo...”

“Acho que, nos próximos 39 dias, vou dormir em casa por seis. Pelo menos é preciso três ou quatro semanas de descanso.”

Aleix Espargaro, Aprilia Racing Team Gresini

Aleix Espargaro, Aprilia Racing Team Gresini

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Next article
Confira os horários da MotoGP na Áustria

Previous article

Confira os horários da MotoGP na Áustria

Next article

Márquez: "Quero voltar à última curva com chances"

Márquez: "Quero voltar à última curva com chances"
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Valentino Rossi Shop Now , Aleix Espargaro
Autor Valentin Khorounzhiy