Espargaró critica estratégia conservadora da Aprilia em Brno

compartilhar
comentários
Espargaró critica estratégia conservadora da Aprilia em Brno
David Gruz
Por: David Gruz
Traduzido por: Daniel Betting
6 de ago de 2018 12:55

Aleix Espargaró disse que a equipe Aprilia deveria ter adotado uma estratégia mais arriscada no GP da República Tcheca

Aleix Espargaró ainda não está totalmente recuperado das lesões sofridas em Sachsenring e conquistou apenas um ponto em Brno, após completar o GP da República Tcheca em 15º.

O espanhol ficou muito irritado depois da corrida, sentindo que era "impossível" ir mais rápido, mas também criticou a Aprilia por escolher uma estratégia conservadora para a prova.

Espargaró acabou usando pneus duros para garantir que pudesse completar a corrida sem problemas com os compostos, mas referiu-se ao piloto da Nieto Ducati, Álvaro Bautista, que apostou no pneu traseiro macio e terminou em nono.

"Com um pneu traseiro duro não tínhamos aderência, esta manhã me senti muito mal já no warm-up e senti que tinha, até ao último momento, dúvida sobre a escolha pelo traseiro macio", afirmou Espargaró.

Leia também:

"Mas no final a equipe decidiu ir para o caminho seguro e escolheu o duro para terminar a corrida. Sinceramente, do meu ponto de vista, não tem sentido terminar a corrida em 15º ou 14º.

"Tenho respeito por todos, mas não estou feliz em terminar nesta posição, não consigo entender qual é o ponto de terminar em 15º ou 14º lugar ou a 25 segundos do líder."

"Acho que é melhor correr o risco, é por exemplo o que Bautista fez no último momento do grid e fez uma corrida muito sólida."

Espargaró disse que não recebeu "nenhuma explicação" para as atuais lutas da Aprilia, tendo também enfrentado uma falha na classificação.

"Tem sido um fim de semana muito difícil, a moto não está funcionando, não entendo o que está acontecendo, não entendo por que demos esse passo desde a última temporada.”

"Eu estou realmente chateado, sinceramente. Eu não posso ir mais rápido, é impossível, a moto não está virando quando eu solto o freio dianteiro.”

"A moto não vira quando soltamos o freio dianteiro, não viramos, não viramos, lutamos e não seguramos a traseira, parecia que corríamos com pneus mais duros”.

"Eu não posso arriscar, eu não posso ir mais rápido, se eu tentar ir mais rápido acabo caindo, então é muito difícil.”

"Eu não sei qual é exatamente o problema, amanhã [no teste] temos um dia importante porque podemos tentar mudar um pouco a situação, mas sinceramente não tenho uma ideia clara."

O companheiro de equipe de Espargaró na Aprilia, Scott Redding, caiu no GP de Brno quando ocupava a 16ª posição.

Próxima MotoGP matéria
Com dores no ombro, Viñales fica de fora de teste em Brno

Previous article

Com dores no ombro, Viñales fica de fora de teste em Brno

Next article

Grid girls tchecas e goianienses iluminam domingo nas pistas

Grid girls tchecas e goianienses iluminam domingo nas pistas
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da República Tcheca
Sub-evento Domingo - Pós-corrida
Pilotos Aleix Espargaro
Equipes Aprilia Racing Team Gresini
Autor David Gruz
Tipo de matéria Últimas notícias