Ex-empresário de Pedrosa se torna chefe da Repsol Honda

Alberto Puig, ex-piloto da MotoGP, substituirá o italiano Livio Suppo na chefia do time japonês

O ex-piloto Alberto Puig, de 50 anos, assumirá a partir deste o papel de Livio Suppo, que anunciou sua saída da Honda em novembro passado, na chefia da Repsol Honda.

O espanhol se reportará ao gerente de operações de corrida da HRC, Tetsuhiro Kuwata, e combinará seu novo papel com seus cargos atuais, como chefe dos campeonatos asiático e britânico Talent Cup – para revelar jovens pilotos.

 

"Estou muito grato a HRC por esta oportunidade que me deram na Repsol Honda Team", disse Puig.

"Ter a chance de estar nesta posição em uma das equipes mais bem-sucedidas no campeonato da MotoGP é uma grande honra para mim, então eu só posso me concentrar em dar o meu melhor à Honda e em tentar ajudá-los a alcançar suas metas.”

"Tenho certeza de que nossos pilotos estarão prontos quando chegar a hora, e nós, como equipe, estaremos prontos para lutar novamente pelo título, com humildade, mas também com grande determinação."

Puig venceu apenas uma prova nas 500cc, em Jerez em 1995, e desde que encerrou sua carreira, após a temporada de 1997, desempenhou um papel ativo no desenvolvimento de pilotos.

Ele foi o tutor no início das carreiras de Casey Stoner, Toni Elias e, sobretudo, Dani Pedrosa, para quem atuou como empresário até 2013.

Assim como Marc Márquez, o contrato da Pedrosa com a Honda está em fase de renovação, já que para ambos 2018 é o último ano do acordo vigente.

Pedrosa continuará trabalhando com seu novo treinador Sete Gibernau neste ano após anunciar separação do grupo de gerenciamento Wasserman.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Dani Pedrosa
Equipes Repsol Honda Team
Tipo de artigo Últimas notícias