FIM e Honda não liberam dados de choque de Rossi e Marquez

compartilhar
comentários
FIM e Honda não liberam dados de choque de Rossi e Marquez
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
23 de jan de 2016 11:33

Segundo presidente da FIM, entidade e equipe tomaram decisão em conjunto de não divulgar telemetria do confronto mais emblemático da MotoGP de 2015

Marc Marquez, Repsol Honda Team e Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing e Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing

O choque entre Valentino Rossi e Marc Marquez no GP da Malásia do ano passado ainda consegue render um novo capítulo. Tanto a FIM (Federação Internacional de Motociclismo), quanto a Honda decidiram não divulgar os dados da telemetria que poderiam contribuir para o melhor entendimento do ocorrido em Sepang.

O vice-presidente da HRC, Shuhei Nakamoto, afirmou na época que tinha os dados em mãos que comprovariam a culpa do piloto italiano. Eles foram repassados para a FIM e nunca divulgados. O presidente da entidade, Vito Ippolito, confirmou que as coisas vão permanecer desta forma.

"Durante a última etapa em Valência, a Honda nos informou que eles tinham toda a telemetria relativas ao incidente", disse Ippolito. "Agora, os dados estão em nossas mãos e a Honda e a FIM decidiram juntas não liberá-los de modo a não alimentar ainda mais a controvérsia."

"É verdade que no final da temporada a polêmica em torno da Rossi e Marquez aumentou para níveis sem precedentes. Por essa razão, pedimos a todas as pessoas envolvidas, incluindo as equipes, a abster-se de se envolver ainda mais em controvérsias sobre o que aconteceu em Sepang .

"A disputa foi levada ao CAS (Tribunal Arbitral do Esporte) e o caso está encerrado."

Próxima MotoGP matéria
KTM anuncia De Puniet e Luthi para equipe de testes

Previous article

KTM anuncia De Puniet e Luthi para equipe de testes

Next article

“Não houve complô contra Rossi,” diz Agostini

“Não houve complô contra Rossi,” diz Agostini
Load comments