Folger é diagnosticado com Síndrome de Gilbert

Problema de saúde que deixou o novato Jonas Folger fora das corridas de Phillip Island e Sepang também o impedirá de correr em Valência

Jonas Folger, 24, está fora de ação desde que um diagnóstico de mononucleose o tirou da corrida de Motegi no mês passado.

O alemão, que está contratado pela Tech 3 até 2018, também perdeu as etapas de Phillip Island e Sepang, e não estará presente na última prova da temporada, em Valência.

Depois de visitar especialistas na Alemanha, Folger foi diagnosticado com a Síndrome de Gilbert - uma doença genética que impede o fígado de processar a bilirrubina corretamente.

A declaração da Tech 3 revelou que a Folger tem sido afetado pela condição por vários anos e que piorou antes da corrida de Motegi, deixando o piloto alemão "acamado".

Após o diagnóstico, Folger disse: "É um grande alívio que agora temos uma compreensão clara da situação e como avançar. As últimas seis semanas foram muito difíceis para mim, sem saber o que está acontecendo ou por que meu corpo desligou completamente”.

"Eu tenho vivido com elementos disso desde 2011, mas sempre consegui superá-lo e nunca soubemos o que era”.

"É lamentável que tenha tido um episódio tão grave para finalmente diagnosticar a situação, mas apenas agradeço que agora possamos ter algumas respostas. Estarei de volta e mais forte do que nunca, lutando no topo da MotoGP".

Vencedor de corridas na 125cc, Moto3 e Moto2, Folger atualmente está em décimo lugar na classificação em sua primeira temporada na categoria principal.

O ponto alto da temporada do novato foi a corrida de Sachsenring, onde subiu no pódio ao terminar em segundo lugar.

Enquanto Folger segue com sua recuperação, será substituído em Valência por Michael van der Mark, que fará sua segunda largada pela Tech 3.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Jonas Folger
Equipes Tech 3
Tipo de artigo Últimas notícias