Hayden não resiste aos ferimentos e morre aos 35

compartilhar
comentários
Hayden não resiste aos ferimentos e morre aos 35
22 de mai de 2017 16:02

Campeão da MotoGP de 2006 foi atropelado na última quarta-feira enquanto andava de bicicleta na Itália

Nicky Hayden decal on the car of Kasey Kahne, Hendrick Motorsports Chevrolet
Podium: race winner Valentino Rossi, Repsol Honda Team, third place Nicky Hayden, Repsol Honda Team
Riders hold a 'Thinking of you Nicky' in support of Nicky Hayden after his bicycle crash
Nicky Hayden early days
Nicky Hayden, Repsol Honda Team
Nicky Hayden, Repsol Honda Team

O hospital de Cesena, na Itália, confirmou nesta segunda-feira (22) a morte do norte-americano Nicky Hayden aos 35 anos de idade. O piloto da Honda no Mundial de Superbike em 2017 andava de bicicleta com amigos na última quarta-feira quando foi atropelado por um carro.

Natural de Owensboro, no Kentucky, Hayden foi internado em estado gravíssimo na última semana, com traumas severos no peito e na cabeça. (CONFIRA O OBITUÁRIO DE HAYDEN) 

Ele foi então transferido para a UTI do Hospital Maurizio Bufalini em Cesena, onde os médicos confirmaram que o piloto havia sofrido graves danos cerebrais no acidente.

Hayden sucumbiu aos seus ferimentos hoje. Ele deixa sua noiva Jackie, seus pais Earl e Rose,  dois irmãos, Roger Lee e Tommy – também pilotos -, e duas irmãs, Jenny e Kathleen.

Nicky Hayden foi o primeiro piloto a derrotar Valentino Rossi após o italiano vencer cinco campeonatos seguidos entre 2001 e 2005 na MotoGP. Em 2006, os dois disputaram o título até a última prova. Em uma reviravolta emocionante no GP de Valência, Hayden se aproveitou de uma queda de Rossi na última corrida para garantir seu primeiro e único mundial na carreira.

Entre 2003 e 2016 na MotoGP, o norte-americano fez 218 largadas, venceu três corridas, fez cinco poles, conseguiu 28 pódios e sete voltas mais rápidas. Ele andou pelas equipes de fábrica da Honda e da Ducati. Suas últimas corridas na MotoGP foram no ano passado, quando substituiu Jack Miller em Aragón pela Marc VDS e Dani Pedrosa na Austrália pela Repsol Honda.

Em 2016, ele iniciou no Mundial de Superbike com a Honda. O piloto venceu uma corrida, na Malásia, e conseguiu quatro pódios em 38 largadas até a última prova, disputada na Holanda há duas semanas.

Próxima MotoGP matéria
Relembre as motos usadas por Hayden em sua carreira

Previous article

Relembre as motos usadas por Hayden em sua carreira

Next article

Rossi: Viñales me enganou um pouco cortando caminho

Rossi: Viñales me enganou um pouco cortando caminho

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Nicky Hayden Shop Now
Tipo de matéria Últimas notícias