Honda evita estimar tempo de adaptação para Lorenzo em 2019

compartilhar
comentários
Honda evita estimar tempo de adaptação para Lorenzo em 2019
Jamie Klein
Por: Jamie Klein
31 de jul de 2018 15:06

Chefe da Honda na MotoGP, Alberto Puig afirmou que não tem certeza do tempo que levará para Jorge Lorenzo se adaptar ao time na próxima temporada, quando deixará a Ducati.

Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Alberto Puig, Repsol Honda Team Team Principal
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team

Lorenzo irá para a Honda após dois anos na equipe italiana, onde registrou sua primeira temporada sem vitórias na categoria no ano passado. Ele mostrou dificuldades para se adaptar à Desmosedici após nove anos com a Yamaha.

Contudo, o campeão de 2010, 2012 e 2015 da MotoGP finalmente marcou sua primeira vitória com a Ducati no GP da Itália, em Mugello, tendo também um segundo triunfo em Barcelona – mesmo que a decisão da equipe em substituí-lo por Danilo Petrucci tenha vindo antes disso.

Enquanto Puig disse que o passado de Lorenzo indica que ele tem potencial para recriar a sequência de vitórias com a Honda, ele admite que há incerteza sobre o tempo que levará para que isso aconteça.

“Lorenzo tem três títulos na MotoGP. Acreditamos que ele tenha um potencial para ter bons resultados com nossa moto”, disse Puig. “Esperamos que ele tente chegar ao nível e vencer corridas, como fez no passado.”

“Mas você nunca sabe como um piloto pode se adaptar a um equipamento – às vezes é fácil, às vezes não é. Levou algum tempo para que ele entendesse a Ducati. Uma vez que ele entendeu, venceu duas corridas seguidas.”

“Esperamos que ele seja rápido. Quão rápido? Não sabemos. Mas quando ele será rápido? Também não sabemos.”

“Mas acreditamos que, com seu potencial e sua carreira, ele não está vindo à Honda só para ficar na pista.”

Lorenzo substituirá o aposentado Dani Pedrosa em 2019, e Puig disse que o fato de ambos os espanhóis terem um estilo de pilotagem parecido pode ajudar na transição.

“Ambos são suaves. Lorenzo carrega velocidade na curva quando tem a sensação, e Dani é bom em virar e retomar a moto.”

“Ter pilotos diferentes é muito interessante por nosso lado, porque podemos desenvolver o equipamento, eles podem aprender e tentar ver formas diferentes. Os engenheiros aprendem com os pilotos, então vamos ver o que Lorenzo traz à Honda.”

Próxima MotoGP matéria
Petrucci diz que se espelha em largadas de Lorenzo

Previous article

Petrucci diz que se espelha em largadas de Lorenzo

Next article

Márquez: "Não vou para Brno pensando na minha vantagem"

Márquez: "Não vou para Brno pensando na minha vantagem"
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Jorge Lorenzo Shop Now
Equipes Repsol Honda Team
Autor Jamie Klein
Tipo de matéria Últimas notícias