Iannone: “A roda traseira ainda derrapa muito”

Piloto italiano diz que Suzuki ainda precisa resolver problemas de aderência

Andrea Iannone, que deixou a Ducati para pilotar pela Suzuki, diz que ainda não conseguiu resolver os problemas que está enfrentando com a moto, que ainda perde em aderência principalmente na saída das curvas.

O italiano, que conquistou sua primeira vitória no ano passado no GP da Áustria, neste ano foi superado pelas Ducati de Andrea Dovizioso e Jorge Lorenzo, que deixou a Yamaha pra entrar no time italiano.

Enquanto Dovizioso superou Lorenzo, ganhando quatro corridas e liderando a classificação faltando seis rodadas para o fim da temporada, Iannone ocupa a 16ª posição do campeonato com apenas quatro top 10 para a Suzuki. O italiano também não conseguiu classificar nas três primeiras fileiras do grid em qualquer uma das últimas oito corridas.

"Nós ainda temos alguns problemas que não conseguimos resolver até agora. Melhoramos alguns pontos, mas ainda está faltando alguma eficácia na saída das curvas. A roda traseira ainda derrapa muito, o que é muito difícil para eu controlar”, disse.

"Temos algumas dificuldades nas curvas, não temos muita aderência com o acelerador, e lutamos muito, principalmente nesta pista (Silverstone). Não estamos indo bem em curvas rápidos, então a situação é um pouco mais difícil.”

"Tentamos melhorar, mudamos a configuração na moto, mas não conseguimos a melhoria e permanecemos no mesmo nível. Eu tento reagir em todos os fins de semana, todas as corridas, mas é muito difícil. Eu nunca vou desistir."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Andrea Iannone
Equipes Team Suzuki MotoGP
Tipo de artigo Últimas notícias