KTM confirma Smith como piloto oficial para 2018

compartilhar
comentários
KTM confirma Smith como piloto oficial para 2018
Andrew van Leeuwen
Por: Andrew van Leeuwen
Traduzido por: Gabriel Lima
11 de out de 2017 12:26

Mesmo com sombra de Mika Kallio, equipe ratifica britânico na dupla principal do time ao lado de Pol Espargaró

Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing
Bradley Smith, Red Bull KTM Factory Racing
Pol Espargaro, Red Bull KTM Factory Racing
Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing
Bradley Smith, Red Bull KTM Factory Racing
Mika Kallio, Red Bull KTM Factory Racing

A KTM confirmou sua dupla de pilotos para a temporada de 2018 da MotoGP, anunciando a manutenção de Pol Espargaró e Bradley Smith.

Apesar de ter colocado o piloto de testes Mika Kallio em uma série de etapas como wildcard nesta temporada, Smith – que tem enfrentado temporada difícil – será o piloto oficial da equipe e o finlandês continuará responsável pelos testes.

A confirmação acaba com a especulação de que KTM poderia promover uma troca entre Smith e Kallio.

Atualmente, Bradley está apenas três pontos à frente de Kallio no campeonato mundial, apesar de o finlandês ter feito apenas três corridas.

"A KTM apoia Bradley Smith desde o primeiro teste na moto KTM RC16 em Valência em 2016," disse o time austríaco em comunicado.

"Ele se ajustou bem à equipe e trabalhou arduamente em todos os testes, treinos e corridas. A nova moto está sendo desenvolvida e novas peças chegam à garagem a cada corrida.”

"A equipe gostaria de confirmar que em 2018 permanecerá tão comprometida com Smith quanto antes, pois esperamos melhorar os resultados e os tempos de volta.”

"Ele é um vencedor de GP e já foi para o pódio em todas as classes que disputou corridas, algo que a KTM deseja repetir com nossa moto laranja."

Próxima MotoGP matéria
Yamaha confirma Nakasuga como wildcard para GP do Japão

Previous article

Yamaha confirma Nakasuga como wildcard para GP do Japão

Next article

Líder, Márquez foca em manter consistência no Japão

Líder, Márquez foca em manter consistência no Japão