Líder da Moto3, Kent negocia transferência para MotoGP

Danny Kent, que lidera a temporada, negocia com a Pramac Ducati e pode seguir os passos de Jack Miller, pulando direto para a categoria principal do Mundial de Motovelocidade

O líder da temporadada 2015 da Moto3, Danny Kent, conversa com a Pramac Ducati e pode pular diretamente para a MotoGP caso as negociações culminem na contratação do britânico.

Kent vem sendo o destaque da Moto3 em 2015, com cinco vitórias e uma vantagem confortável de 56 pontos na liderança do campeonato – faltam oito provas para o final da temporada.

Esse desempenho fez com que o piloto chamasse a atenção de todos e, com isso, Kent está próximo de seguir os passos de Jack Miller, que migrou da Moto3 para a MotoGP em 2015.

O provável destino do britânico é a Pramac Ducati. O diretor esportivo da equipe, Paolo Ciabatti, confirmou ao site Speedweek.com que conversa com o piloto. “Sim, estamos negociando com Danny Kent", disse.

Assim, Kent se juntaria a Danilo Petrucci na equipe italiana. Isso levaria Yonny Hernandez – atual companheiro de Petrucci – a substituir Mike di Meglio na Avintia e ser compenheiro de Hector Barbera.

Além das negociações com a Pramac, Kent recebeu propostas para seguir o caminho convencional e migrar para a Moto2 em 2016. Uma das possibilidades na categoria intermediária é justamente com a equipe atual da Moto3, a Leopard.

Kent já esteve na Moto2, em 2013. Pilotando pela Tech3, o britânico terminou a temporada em 22º, com 16 pontos. 

Ressurgimento britânico na MotoGP

A possível chegada de Kent deve reforçar a presença de pilotos britânicos na MotoGP. O número de representantes do país pode chegar a cinco, caso Sam Lowes seja confirmado como piloto da Aprilla em 2016 , como se acredita que vá acontecer.

Apesar de nada ter sido confirmado de maneira oficial, Bradley Smith está muito perto da permanência na Tech 3, enquanto Cal Crutchlow disse que espera permanecer na LCR Honda – ainda que a equipe diminua a operação para uma moto apenas.

Com isso, quem colocaria uma segunda moto na pista seria a Marc VDS, o que indica que Scott Redding permanece no time e deve receber a companhia do atual campeão da Moto2, Tito Rabat.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Danny Kent
Equipes Pramac Racing
Tipo de artigo Últimas notícias