Lorenzo diz não desperdiçar atenção com futuro na Ducati

Espanhol se fixa em objetivo de ganhar com marca italiana e não liga para valor de mercado em próximo acordo

Jorge Lorenzo insiste que não desperdiça “nem um minuto" pensando em seu futuro na Ducati na MotoGP, apesar de um início difícil para a temporada de 2018.

O espanhol não conseguiu terminar a etapa de abertura da temporada no Catar depois de sofrer uma falha nos freios, que ele admite ter tido "a sorte" de escapar sem se ferir, enquanto ocupava a 10ª posição.

O problema veio após um inverno inconsistente de testes, em que Lorenzo foi o mais rápido em Sepang, mas não conseguiu ir bem nos treinos subsequentes, na Tailândia e no Catar, com problemas para se sentir totalmente confortável a bordo da GP18.

O contrato de Lorenzo expira no final do ano, e a Ducati já sinalizou que oferecerá ao tricampeão um corte salarial para permanecer a bordo em 2019 e além.

Mas Lorenzo diz que sua total atenção está em melhorar seu desempenho e em trabalhar por uma primeira vitória com a fabricante italiana, e não garantir seu futuro.

"Se eu obtiver resultados, meu valor será mais alto e, se não, custará um pouco", admitiu ele. “Felizmente, eu tenho um histórico que é muito bom e isso sempre ajuda”.

“A única coisa que me preocupa é ser rápido com esta moto e conquistar minha primeira vitória o mais rápido possível. O resto do trabalho eu deixo para o meu empresário. Eu não perco um minuto pensando sobre isso.”

“A minha prioridade é terminar o que comecei, tentar ser o segundo a conquistar o título mundial para a Ducati. Para que isso aconteça, você precisa vencer uma corrida, depois uma segunda, uma terceira e uma quarta.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Jorge Lorenzo
Equipes Ducati Team
Tipo de artigo Últimas notícias