Lorenzo diz que se sentiu "o rei do mundo" após avanço da Ducati

compartilhar
comentários
Lorenzo diz que se sentiu
Por:
24 de dez de 2018 17:26

Espanhol afirma que se permanecesse na equipe poderia brigar pelo título em 2019

Um ajuste no tanque de combustível, juntamente com algumas pequenas atualizações da Ducati, levou a uma reviravolta na sorte de Jorge Lorenzo ao conseguir vitórias seguidas em Mugello e Barcelona em 2018.

Ele se manteve em ritmo acelerado a partir daí, somando mais uma vitória na Áustria e três poles, antes das lesões terem o prejudicado no final do seu período na Ducati.

“Foi muito especial, porque chegou depois de um ano e meio de luta e de pouca sorte, porque penso que a primeira vitória real poderia chegar em Misano no ano passado [quando Lorenzo caiu enquanto liderava], mas quando a vitória veio, como você podia ver nas imagens, era muito especial.”

“A próxima corrida repetimos o feito em Montmelo com muitos segundos de vantagem, segunda [lugar] em Brno e depois a terceira [vitória] na Áustria lutando com Marc [Márquez].

“Durante dois meses fomos os melhores. Me senti como o rei do mundo e só o azar evitou que consigamos mais vitórias e pódios.”

“Azar, mas estas coisas podem acontecer na MotoGP porque é um esporte arriscado. Tenho anos perfeitos, tenho anos muito difíceis como este, mas, pelo menos, demonstramos que eu podia conduzir a moto, pilotá-la muito rápida e ao todo fizemos da GP18 provavelmente a moto mais completa e devemos ficar muito orgulhosos.”

Lorenzo, cujo acordo de 2019-2020 com a Honda foi anunciado três dias depois de seu primeiro triunfo na Ducati, está convencido de que ele poderia brigar pelo título com a Ducati se a parceria continuasse.

"Você tem que ficar triste porque o verdadeiro desafio, tentar vencer o campeonato como Casey [Stoner] em 2007, não terminou", disse ele.

“Havia potencial para isso, provavelmente, se pudéssemos ter mais tempo juntos, poderíamos tentar, tenho certeza de que, se ficasse na equipe, seria competitivo desde a primeira corrida e não como este ano.”

"Mas isso não será possível."

Jorge Lorenzo, Ducati Team

Jorge Lorenzo, Ducati Team

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Next article
Ducati será primeira equipe da MotoGP a apresentar moto de 2019

Previous article

Ducati será primeira equipe da MotoGP a apresentar moto de 2019

Next article

GALERIA: Os capacetes especiais de 2018 da MotoGP

GALERIA: Os capacetes especiais de 2018 da MotoGP
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Jorge Lorenzo Shop Now
Equipes Ducati Team Shop Now
Autor Valentin Khorounzhiy