Lorenzo: Estive próximo de me aposentar antes de acordo com a Honda

compartilhar
comentários
Lorenzo: Estive próximo de me aposentar antes de acordo com a Honda
Por:
11 de dez de 2018 17:02

Espanhol revela que pensou em parar de correr e que esteve “deprimido” antes de começar a conseguir bons resultados em 2018

O tricampeão da MotoGP Jorge Lorenzo admitiu que esteve "muito próximo" de se aposentar antes de selar um acordo com a Honda.

Lorenzo estava ligado a uma mudança para a Suzuki antes de a montadora assinar com Joan Mir, e a única opção de Lorenzo para correr em 2019 parecia ser a nova equipe satélite SIC Yamaha, apoiada pela Petronas. No entanto, ele conseguiu um contrato com a Honda.

Antes disso, no entanto, Lorenzo disse que estava perto de terminar sua carreira, e que o medo de se aposentar o deixou "deprimido".

"Foi [uma época louca]. Eu estava quase numa pequena depressão", disse Lorenzo à BT Sport. "Eu estava vendo a possibilidade de me aposentar, na minha cabeça eu estava ficando deprimido”.

"Normalmente, quando imagino minha aposentadoria, de alguma forma me sinto feliz e aliviado porque não vou mais sentir a pressão e não vou mais me machucar. Mas eu realmente não esperava que quando eu começasse a sentir essa possibilidade de aposentadoria eu pudesse ficar deprimido.”

"E foi assim, estive muito próximo para a aposentadoria. É verdade que eu tinha outra possibilidade, de entrar no time satélite com a Yamaha. Foi uma boa opção, mas não a que eu queria."

Na época, Lorenzo sentiu que era forte o suficiente para vencer corridas, mas não conseguia o que fez ser um período mentalmente difícil, o deixando com a sensação de que até mesmo a Ducati "não acreditava mais" nele.

"Foi inacreditável", continuou o tricampeão de MotoGP. "Eles dizem em corridas de motos e no esporte em geral: seu valor é a sua última corrida. E minhas últimas corridas [antes do acordo com a Honda] foram terríveis.”

"Foi muito difícil para mim mentalmente, porque eu estava trabalhando e treinando mais do que nunca, mas os resultados não estavam chegando. E eu sabia o que estava acontecendo, e sabia que estávamos muito perto de conseguir os bons resultados e a vitória. Mas as pessoas não acreditavam, porque eu fiquei na Ducati por um ano e meio e não conseguimos nenhuma vitória.”

"Estávamos chegando muito perto da vitória, porque estávamos liderando as corridas desde o início. Não sei, cinco voltas, sete voltas, até dez voltas, mas no fim estávamos perdendo algo e eu sabia o que estávamos perdendo.”

"Mas a equipe provavelmente naquele momento não acreditou mais em Jorge Lorenzo."

Next article
Iannone crê que moto da Aprilia tenha “base boa” para 2019

Previous article

Iannone crê que moto da Aprilia tenha “base boa” para 2019

Next article

Ducati: Petrucci precisa brigar por pódios e vitórias em 2019

Ducati: Petrucci precisa brigar por pódios e vitórias em 2019
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Jorge Lorenzo Shop Now
Equipes Ducati Team Shop Now , Repsol Honda Team
Autor David Gruz