Lorenzo negocia com Honda para substituir Pedrosa

compartilhar
comentários
Lorenzo negocia com Honda para substituir Pedrosa
Oriol Puigdemont
Por: Oriol Puigdemont
Co-autor: Valentin Khorounzhiy
5 de jun de 2018 14:15

Após anunciar que Dani Pedrosa não ficará para 2019, time japonês conversa com tricampeão Jorge Lorenzo

Marc Marquez, Repsol Honda Team, Jorge Lorenzo, Ducati Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Jorge Lorenzo, Ducati Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Dani Pedrosa, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Race winner Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Podium: race winner Jorge Lorenzo, Ducati Team

A equipe Repsol Honda iniciou conversas com o tricampeão mundial da MotoGP Jorge Lorenzo para ser um potencial substituto para Dani Pedrosa a partir do ano que vem.

A Honda anunciou nesta terça-feira que Pedrosa, que corre no time desde 2006, "por consentimento mútuo" não estará mais na equipe no final do campeonato atual.

A montadora japonesa está disposta a colocar Lorenzo ao lado do atual campeão Marc Márquez em 2019, e já iniciou conversas preliminares com o piloto de 31 anos.

Lorenzo, que venceu títulos da MotoGP com a Yamaha em 2010, 2012 e 2015, teve dificuldades desde que ingressou na Ducati no ano passado, mas conseguiu uma grande vitória em Mugello.

Pouco depois de sua vitória, ele disse à imprensa espanhola: “minha história com a Ducati acabou”.

“Uma parte de mim está triste porque sei que com esta moto eu poderia ter lutado para ser campeão do mundo, e é por isso que vim para cá. Agora é tarde demais. Não há nada a ser feito.”

Quando ficou claro que poderia deixar a Ducati no final do seu contrato atual, Lorenzo surgiu como um dos principais alvos da Suzuki, mas a marca Hamamatsu optou por contratar Joan Mir, atualmente na Moto2.

Consequentemente, Lorenzo tem trabalhado em um retorno à Yamaha com o que se acredita que possa ser um time satélite apoiado pela Petronas ao lado do atual estreante da Marc VDS Honda, Franco Morbidelli.

Esta continua a ser uma opção para Lorenzo – mas se o espanhol decidir juntar forças com a Honda, o mais lógico seria que Pedrosa pudesse terminar no time satélite da Yamaha.

Em uma declaração após o anúncio da sua saída da Honda, Pedrosa disse que mais informações sobre o seu futuro serão divulgadas na próxima corrida da MotoGP, em Barcelona.

Se a assinatura ocorrer, Lorenzo formaria uma equipe campeã mundial com Marc Márquez do outro lado do box.

Questionado sobre a identidade de seu próximo companheiro de equipe durante seu teste de Fórmula 1 na Áustria, Márquez – que só esteve ao lado de Pedrosa desde que ingressou na MotoGP – disse: “é algo que a Honda está discutindo, tentando encontrar o melhor companheiro de equipe”.

“No momento, não tenho as últimas notícias, mas sei que eles estavam conversando com muitos pilotos, como você sabe, como anteriormente com Johann Zarco e Andrea Dovizioso.”

“Eu acho que eles vão anunciar em breve algo. Mas eu não sei, isso é algo que a Honda precisa responder. Não posso dizer nada.”

Reportagem adicional por Maria Reyer

Próxima MotoGP matéria
Lorenzo e Honda chegam a um acordo de dois anos na MotoGP

Previous article

Lorenzo e Honda chegam a um acordo de dois anos na MotoGP

Next article

Pedrosa deixa time oficial da Honda após temporada de 2018

Pedrosa deixa time oficial da Honda após temporada de 2018