Lorenzo quer novo pacote aerodinâmico da Ducati nos EUA

compartilhar
comentários
Lorenzo quer novo pacote aerodinâmico da Ducati nos EUA
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
17 de abr de 2018 14:19

Espanhol diz não sentir confiança com GP18 atual, e pede novo conjunto de aletas para voltar a ser rápido

Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team
Jorge Lorenzo, Ducati Team

O pacote aerodinâmico trazido pela Ducati a Brno no último ano marcou uma grande melhora no desempenho do espanhol Jorge Lorenzo. No entanto, o pacote, trazido como evolução de 2017, não funcionou como o espanhol gostaria e ele pede que uma atualização, com os problemas corrigidos, seja trazida pela Ducati o mais rápido possível.

“Nós evoluímos das aletas do ano passado, e essa nova evolução, quando tentamos nos testes de Buriram com a nova moto, não funcionou nas curvas”, explicou Lorenzo.

“Algumas coisas estranhas no meio das curvas não funcionaram. Descobrimos isso no Catar e, no momento, o melhor acerto é sem as aletas.”

Depois de usar a carenagem padrão sem asas na abertura no Qatar, Lorenzo mudou para a carenagem aerodinâmica de 2017 "em evolução" no dia da corrida na Argentina.

Mas o espanhol depositou suas esperanças na nova versão em desenvolvimento da Ducati, que ele disse que gostaria de ter homologada a tempo para a próxima corrida da temporada, em Austin neste final de semana.

"Nós não conseguimos colocar nas regras na Argentina, esperamos conseguir em Austin", disse Lorenzo.

“No momento, ter apenas duas opções para as regras não é o melhor para nós. Então, no momento, a melhor combinação é sem as aletas.”

"Mas eu realmente acho e acredito que precisamos das aletas nesta moto para ter mais sensação com a frente. Vamos torcer para tê-las o mais rápido possível."

Lorenzo tem tido uma temporada difícil na MotoGP, caindo devido a uma falha nos freios no Catar e terminando em 15º na Argentina.

"Eu preciso de mais sensações, mais estabilidade na moto e mais confiança para abrir o acelerador o mais rápido possível, para entrar nas curvas com confiança e com downforce", disse ele.

"Vamos ter essa possibilidade para mim o mais rápido possível".

Perguntado se a eletrônica seria a chave para satisfazer essas demandas, ele disse: “sim, no momento, porque não podemos trocar o motor e nem o chassi”.

“Assim, podemos apenas melhorar a eletrônica, entender qual é o melhor caminho para mim. Eu tenho alguma ideia disso, e ainda podemos usar as aletas.”

Reportagem adicional por Federico Faturos

Próxima MotoGP matéria
Pedrosa tentará correr em Austin

Previous article

Pedrosa tentará correr em Austin

Next article

Após pódio, Rins vê Suzuki como “moto vencedora”

Após pódio, Rins vê Suzuki como “moto vencedora”

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Jorge Lorenzo Shop Now
Equipes Ducati Team Shop Now
Autor Valentin Khorounzhiy
Tipo de matéria Últimas notícias