Lorenzo se alegra com 3º: “Estivemos perto de vencer”

Depois de liderar 15 voltas, espanhol continua com recorde de terminar as sete últimas corridas em Aragón no pódio

Jorge Lorenzo conquistou seu segundo pódio pela Ducati neste final de semana em Aragón. O piloto espanhol foi veloz neste domingo (24) no MotorLand, e convenceu com uma atuação sólida. Ele liderou a maior parte da corrida, mas sofreu no fim com o desgaste de pneus e cedeu os dois primeiros lugares para as duas Hondas de Marc Márquez e Dani Pedrosa.

Mesmo assim, falando após a prova, ele se disse animado com o resultado.

"Eu prefiro este pódio ao que conquistei em Jerez. Talvez naquela corrida eu tenha ficado mais feliz, porque foi o primeiro pódio para mim com a Ducati, mas o que me interessa é estar perto de ganhar. Estamos aqui para vencer.”

“Não conseguimos ser competitivos com o pneu médio, não tivemos tempo para isso. No final, o que eu temia aconteceu: com sete voltas para o fim, começamos a perder tração e foi impossível manter o ritmo das primeiras voltas", explicou Lorenzo.

Na escolha do pneu macio, a Ducati teve seus motivos.

"Normalmente, com a nossa moto podemos usar os pneus macios, enquanto o resto não. Mas nesta pista no ano passado já sofremos com os pneus e neste ano eles são mais macios. Surpreendentemente, quando eu tentei os macios no último treino livre, eu fui muito bem e é por isso que eu os usei. Se tivéssemos mais tempo de pista seca, eu poderia tentar trabalhar no médio."

Lorenzo está cada vez mais perto do primeiro lugar, e ninguém descarta que no próximo ano ele possa lutar pelo título.

"A moto já está completa em todos os circuitos, como prova Dovizioso. E, pouco a pouco, eu estou melhorando. Meu ponto forte é no meio das curvas e a aceleração com a moto inclinada. Eu não tenho o mesmo ritmo de curva que na Yamaha, mas posso frear mais tarde. De tração, vamos bem. Se conseguirmos melhorar a moto neste ponto, vou poder lutar pelo título.”

"Não aproveitando o meu ponto forte, a curva, tive que melhorar em outros aspectos e ser mais progressivo com a aceleração. Eu tive que mudar muito ao meu estilo e ainda não estou 100% natural."

Com o segundo pódio do ano, Lorenzo superou Valentino Rossi em seu ano de sua estreia com a Ducati, no qual o italiano conseguiu apenas um.

"A MotoGP mudou tanto que não dá para comparar. Antes havia cinco pilotos competitivos e você poderia terminar de cinco a 40 segundos do vencedor. Agora, se você terminar a 30 segundos, você não estará nos pontos. Também não podemos comparar a competitividade que a Ducati tinha em 2012 com a que temos agora", disse.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento GP de Aragón
Pista Motorland Aragon
Pilotos Jorge Lorenzo
Tipo de artigo Últimas notícias