Lorenzo: tensão com Rossi diminui com ida para Ducati

Jorge Lorenzo crê que relação conturbada que manteve com Valentino Rossi na Yamaha deve melhorar com mudança para a Ducati

Das nove temporadas em que esteve na Yamaha, Jorge Lorenzo dividiu sete delas com Valentino Rossi. Em 2008 e 2009, Rossi foi o campeão, mas em 2010 - ano da primeira conquista de Lorenzo - a relação entre a dupla se deteriorou e o italiano saiu do time em direção à Ducati.

Quando Rossi retornou ao time japonês, em 2013, a relação parecia ter melhorado um pouco. Mas a batalha pelo título em 2015 reacendeu a rivalidade e, nesta temporada, o relacionamento voltou a ser conturbado - a discussão entre os dois em plena coletiva de imprensa pós-GP de San Marino é um exemplo.

Lorenzo, que a partir de 1º de janeiro de 2017 será oficialmente piloto da Ducati, acredita que a mudança de ares fará com que a tensão entre ele e Rossi se reduza. 

Questionado questionado pelo Motorsport.com se poderia acontecer com ele e Rossi o que aconteceu entre ele e Pedrosa - com quem teve uma intensa rivalidade na época das 250cc e hoje tem uma relação normal - Lorenzo respondeu: “Colocar dois galos no mesmo galinheiro, tendo em conta que um dos objetivos é fazer o possível para superar aquele que anda na mesma moto que você, pode criar tensão. É normal, seja com Valentino ou com outro piloto", disse.

“Quando você está em outra equipe, a tensão diminui bastante. Já havia sido assim quando ele foi para a Ducati. Nossa relação melhorou muito naqueles dois anos, então certamente será assim agora que sou eu quem sai da equipe", completou.

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Valentino Rossi , Jorge Lorenzo
Equipes Yamaha Factory Racing , Ducati Team
Tipo de artigo Últimas notícias