Márquez aponta Dovizioso como favorito em Brno

compartilhar
comentários
Márquez aponta Dovizioso como favorito em Brno
Oriol Puigdemont
Por: Oriol Puigdemont
Traduzido por: Daniel Betting
3 de ago de 2018 18:50

Piloto da Honda disse que, no momento, Dovizioso é o favorito pela vitória no GP da República Tcheca

Marc Márquez encarou com relativa calma o primeiro dia de atividades de pista da MotoGP após o retorno das férias. O piloto da Honda continuou com o trabalho que costumava fazer às sextas-feiras e só terminou o dia com o décimo melhor tempo.

No entanto, com o calor sufocante que fez neste primeiro dia em Brno, espera-se que no terceiro e último treino livre do sábado os tempos melhorem e se defina quem não será obrigado a passar pelo Q1.

"Estamos lá, trabalhando bem, mas amanhã vamos ver onde estamos", disse Márquez. "Temos trabalhado para a corrida. Na última saída andei melhor com pneus usados. Foi onde eu fiz o melhor ritmo com uma última volta muito boa. Foi importante para testar os pneus, como temos feito nas últimas sextas-feiras."

Leia também:

O que o líder do campeonato tem claro é quem é o favorito até agora.

"O grande favorito do momento é Dovizioso, mas Dani [Pedrosa] também é muito forte. Eu acho que ele tem um grande ritmo e está um passo à frente. Atrás dele estão vários pilotos. Temos que melhorar para estarmos tão perto dele quanto possível", disse Márquez.

Depois de fazer um teste nesta pista no início de julho, o piloto da Honda chegou com a base da largada, mas a alta temperatura que encontrou agora significa que a equipe precisa fazer algumas mudanças.

"Sim, tem sido bom. A base da moto não está ruim. Temos que tentar adaptar duas coisas. O teste foi novo, tudo ficou mais fácil, os tempos saíram e estávamos correndo abaixo do recorde.”

Um dos que participaram do teste e que se repete como wild card neste fim de semana é o Stefan Bradl. O alemão é notícia, pois várias marcas planejam mudanças no que se refere à sua estrutura de pilotos de teste.

"A equipe de testes da Europa foi um dos pontos que pedi à Honda, para ter uma equipe de testes com um piloto rápido como Bradl, um campeão mundial. Seus comentários são muito semelhantes aos meus", disse Márquez, que ainda insistiu que não vai relaxar apesar da vantagem de pontos que tem e afirmou: "Até que o campeonato não se encerrar matematicamente vou atacar porque essa é a melhor maneira de defender. O que aconteceu com Jorge Martin é um exemplo de como é complicado e que isto é motociclismo?”

Próxima MotoGP matéria
MotoGP confirma datas da pré-temporada de 2019

Previous article

MotoGP confirma datas da pré-temporada de 2019

Next article

Viñales confirma troca de engenheiro chefe de seu time

Viñales confirma troca de engenheiro chefe de seu time
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento GP da República Tcheca
Pilotos Marc Marquez Shop Now
Autor Oriol Puigdemont
Tipo de matéria Reactions