Márquez: "Começamos melhor que no ano passado"

Nos testes de Sepang, Marc Márquez desistiu de fazer voltas rápidas para se concentrar em afinar a nova RC213V 2018, a moto com a qual ele espera defender o título do ano passado

Marc Márquez não se destacou nos testes oficiais pré-temporada em Sepang por suas voltas rápidas, uma das suas marcas. O piloto espanhol preferiu se concentrar em encontrar a configuração e uma base boa com a nova moto da Honda, para ser competitivo desde a primeira corrida e não ter que remonta-la como fez no ano passado.

"Podem pensar que sou sétimo, mas estou muito feliz. Na parte da manhã, quando a pista está melhor, testamos muitas coisas. E então, às 15h, com muita temperatura, fiz uma longa sessão de 15 voltas e os tempos foram bons", explicou o piloto da Honda depois de concluir nesta terça-feira o primeiro teste oficial pré-temporada 2018 da MotoGP.

A conclusão mais importante do atual campeão da MotoGP foi a seguinte: "Começamos melhor do que no ano passado".

Com três motores à sua disposição para testar e um praticamente descartado, o de 2017, a escolha de Marc agora está focada nos novos propulsores de 2018, o que estreou no teste de Valência e uma evolução descoberta em Sepang.

"Sobre o motor, ainda não temos certeza. É onde trabalhamos mais. Eu, Dani [Pedrosa] e Cal [Crutchlow] estmos trabalhando em diferentes direções para encontrar o máximo de informação possível e encontrar uma boa base. Aqui você olha os tempos e vê muita gente muito rápida", alertou sobre a importância de uma boa escolha de motor.

No momento de dar esse passo, é preciso levar em conta muitas circunstâncias e uma delas é o calor intenso que prevaleceu em Sepang, com temperaturas que chegaram a 54 graus na pista.

"Esta pré-temporada será difícil. Este é um circuito especial e na Tailândia, devido ao calor, também não veremos o potencial do motor. Teremos que ir com os pés no chão porque, no Catar, não haverá espaço para trocas. Acho que a nova versão (do motor) tem mais potência, e agora estamos procurando um pouco mais suavidade", disse.

Apesar das dúvidas, a direção parece indicar o mesmo caminho para a Honda.

"Tivemos sorte de que eu, Dani e Cal e concordamos em preferir o novo motor. Acreditamos que podemos suavizar um pouco com a eletrônica".

Márquez explicou as razões pelas quais ele não quer mais lutar pela volta rápida nos testes.

"Em 2013, 2014 e 2015, eu só olhei para a tela e procurei a volta mais rápida. Desde 2016, me concentro em encontrar uma base, o que é o importante", afirmou.

E antes do tempo de Jorge Lorenzo, o mais rápido já visto em Sepang, permaneceu em sua posição.

"O retorno de Lorenzo é muito bom, mas por um longo tempo eu me concentrei na consistência", disse ele.

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team
1/8

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team
2/8

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team
3/8

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team
4/8

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team
5/8

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team
6/8

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team
7/8

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Marquez, Repsol Honda Team
8/8

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Evento Sepang January testing
Pista Sepang International Circuit
Pilotos Marc Marquez
Tipo de artigo Últimas notícias