Márquez: "Desta vez, sabemos onde estão os problemas"

Marc Márquez diz que problemas da Honda com a eletrônica e o motor são menos preocupantes do que na pré-temporada do ano passado

Marc Márquez está menos preocupado do que em 2016. O atual campeão da MotoGP, terceiro mais veloz no combinado dos três dias de testes de pré-temporada em Sepang, reconhece que a Honda sofre com problemas na eletrônica e na aceleração, mas garante que desta vez a situação é diferente.

O espanhol garante que o time sabe onde se encontram os problemas, o que não aconteceu nos testes de pré-temporada de 2016, quando os japoneses sofreram para adaptar o motor à eletrônica padrão.

“Na mesma época em 2016, eu não entendia nada. Estávamos muito distantes dos primeiros colocados e eu sofria muito mais. Desta vez, sabemos onde estão os problemas", disse o espanhol - que, ainda assim, prefere manter a cautela.

“Quero esperar por testes em outras pistas, a da Malásia tem aspectos singulares. Em 2015, fui muito veloz lá e quando fui para outros circuitos sofri bastante", afirmou.

Márquez, por fim, avaliou o trabalho com as duas versões de motor que a Honda levou para Sepang e ressaltou que ele e o time precisam decidir com qual vão prosseguir nos trabalhos de preparação para a temporada 2017.

“Trabalhei com duas motos completamente diferentes. A sensação é de que com uma moto estamos meio que limitados e é difícil entender onde podemos melhorar; com a outra, temos mais torque e mais margem para melhorar, pelo que sinto."

“Agora é decidir por qual caminho vamos seguir. Trabalharemos com uma delas e tentaremos entender como conseguir mais potência e como manusear tal potência", completou.

Reportagem adicional por Oriol Puigdemont

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Marc Marquez
Equipes Repsol Honda Team
Tipo de artigo Últimas notícias