Márquez diz que problemas de aceleração não foram resolvidos

Atual campeão afirma que Honda terá que continuar trabalhando no problema que mais o perturbou espanhol no ano passado

Marc Márquez passou todo o ano de 2016 lutando com problemas de aceleração de sua Honda, o que não o impediu de conquistar o tricampeonato da MotoGP.

Após o primeiro dia dos testes em Sepang nesta segunda-feira (30), o piloto espanhol disse que os problemas ainda estão lá.

Quando perguntado se o motor estava fazendo o que ele queria, ele disse: "No momento, não. Temos trabalhado no motor para tentar melhorar a aceleração e velocidade. Melhoramos um pouco na velocidade. Mas o problema da aceleração é que se não podemos utilizá-la, é desnecessário ter mais (potência)."

"Estamos trabalhando um pouco em tudo no que nos deu dores de cabeça na última temporada. Amanhã será um dos pontos importantes para o trabalho."

Márquez terminou o primeiro dia de testes na nona posição, um segundo atrás do de Casey Stoner, da Ducati.

O atual campeão tinha apenas uma das motos de 2017 à disposição, o que significa que passou longos períodos na garagem como a equipe trabalhando nos ajustes.

Mesmo admitindo que a situação não era ideal, ele disse que tinha sido um dia positivo, no geral.

"Uma das motos era basicamente a do ano passado com uma pequena mudança, mas nós nos concentramos na nova, principalmente porque há muito trabalho a fazer, reajustar o mapeamento para o novo motor, porque ele tem características diferentes", disse ele.

"A coisa é que trabalhar com apenas uma moto você perde muito tempo fazendo as mudanças. Amanhã, provavelmente, teremos duas motos idênticas."

"Foi um dia positivo, mesmo que o resultado não tenha sido o melhor."

Relatos adicionais por Oriol Puigdemont

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Marc Marquez
Equipes Repsol Honda Team
Tipo de artigo Últimas notícias