Márquez diz que problemas de aceleração não foram resolvidos

Atual campeão afirma que Honda terá que continuar trabalhando no problema que mais o perturbou espanhol no ano passado

Marc Márquez passou todo o ano de 2016 lutando com problemas de aceleração de sua Honda, o que não o impediu de conquistar o tricampeonato da MotoGP.

Após o primeiro dia dos testes em Sepang nesta segunda-feira (30), o piloto espanhol disse que os problemas ainda estão lá.

Quando perguntado se o motor estava fazendo o que ele queria, ele disse: "No momento, não. Temos trabalhado no motor para tentar melhorar a aceleração e velocidade. Melhoramos um pouco na velocidade. Mas o problema da aceleração é que se não podemos utilizá-la, é desnecessário ter mais (potência)."

"Estamos trabalhando um pouco em tudo no que nos deu dores de cabeça na última temporada. Amanhã será um dos pontos importantes para o trabalho."

Márquez terminou o primeiro dia de testes na nona posição, um segundo atrás do de Casey Stoner, da Ducati.

O atual campeão tinha apenas uma das motos de 2017 à disposição, o que significa que passou longos períodos na garagem como a equipe trabalhando nos ajustes.

Mesmo admitindo que a situação não era ideal, ele disse que tinha sido um dia positivo, no geral.

"Uma das motos era basicamente a do ano passado com uma pequena mudança, mas nós nos concentramos na nova, principalmente porque há muito trabalho a fazer, reajustar o mapeamento para o novo motor, porque ele tem características diferentes", disse ele.

"A coisa é que trabalhar com apenas uma moto você perde muito tempo fazendo as mudanças. Amanhã, provavelmente, teremos duas motos idênticas."

"Foi um dia positivo, mesmo que o resultado não tenha sido o melhor."

Relatos adicionais por Oriol Puigdemont

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias MotoGP
Pilotos Marc Marquez
Equipes Repsol Honda Team
Tipo de artigo Últimas notícias