Márquez é cauteloso: “não podemos baixar a guarda”

compartilhar
comentários
Márquez é cauteloso: “não podemos baixar a guarda”
3 de abr de 2018 15:34

Antes de segunda etapa, piloto espanhol segue atento para continuar na disputa do título: “é hora de se concentrar e trabalhar duro”

Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Valentino Rossi, Yamaha Factory Racing, Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team, Qatar MotoGP 2018
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Johann Zarco, Monster Yamaha Tech 3
Marc Marquez, Repsol Honda Team
Marc Marquez, Repsol Honda Team

Depois da emocionante corrida de abertura no Catar, Marc Márquez quer desta vez fazer valer sua boa velocidade no circuito argentino de Termas de Rio Hondo. O piloto sempre esteve na pole na pista, e quer sair da América do Sul com sua primeira vitória nesta temporada.

"Começamos a temporada com uma grande corrida e um pódio no Catar, e tivemos um teste positivo em Jerez na semana passada”, disse.

“Me sinto bem no momento, feliz com a minha moto e com a forma como a minha equipa está trabalhando, mas nós estamos apenas no começo do que certamente será uma temporada difícil."

"Temos de esperar e ver como vai ser em circuitos diferentes, começando com Termas de Rio Hondo neste domingo. Gosto da pista da Argentina e gosto da atmosfera com os fãs, que são sempre muito apaixonados e solidários, mas não devemos baixar a guarda.”

"Depois da empolgação da primeira corrida, agora é hora de ficar calmo, se concentrar e trabalhar duro para tentar ser mais rápido.”

"Acho que este campeonato está muito aberto, com muitos rivais fortes que podem lutar pela vitória no domingo. No momento, tudo parece muito igual, e durante a temporada veremos quem vai ser capaz de melhorar e ficar sempre na frente."

A cautela de Márquez em relação aos seus rivais decorre em parte da maneira como Dovizioso surgiu como ameaça na última temporada.

Tendo vencido a prova de abertura deste ano, o piloto da Ducati já não é mais um azarão para Marc.

"Não importa com quem, mas eu quero lutar pelo campeonato. Esse é o alvo. Eu não sei e não ligo para quais nomes eu lutarei contra, mas Andrea foi o principal rival no ano passado e este ano ele começou de um jeito bom", disse Márquez.

"Durante a pré-temporada, vimos muitos pilotos serem rápidos, mas no momento são sempre os mesmos pilotos na frente. De qualquer forma, precisamos cuidar de todos."

Márquez venceu na Argentina em 2014 e 2016.

Próxima MotoGP matéria
Michelin leva 12 pneus diferentes para Termas de Río Hondo

Previous article

Michelin leva 12 pneus diferentes para Termas de Río Hondo

Next article

Rossi espera correr com irmão na MotoGP

Rossi espera correr com irmão na MotoGP

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Marc Marquez Shop Now
Tipo de matéria Últimas notícias