Márquez: "Novo pneu para 2019 não é o que eu esperava"

compartilhar
comentários
Márquez:
Germán Garcia Casanova
Por: Germán Garcia Casanova
7 de ago de 2018 15:37

Marc Márquez liderou o teste da MotoGP de Brno, onde o novo pneu dianteiro Michelin para 2019 foi experimentado, mas não teve a aprovação dos pilotos

Marc Márquez, terceira no GP da República Tcheca, foi novamente o piloto que deu mais voltas no teste oficial da MotoGP realizado na segunda-feira em Brno. Combinando o teste privado da Honda na pista, há algumas semanas, classificação, a corrida e este novo teste, Márquez já deu, só neste ano, mais de 200 voltas no circuito tcheco.

"Jornada positiva, demos muitas voltas, desde o início com um bom sentimento como o do fim de semana. Em cada saída tentamos coisas diferentes, a Honda trabalhou muito neste intervalo de verão. Eu tentei tudo o que havia, no final, juntamos o melhor e fizemos o tempo, mas o importante foi trabalhar com as novidades", resumiu o piloto da Honda.

"Testei coisas positivas que me agradaram muito, algumas peças resolveram problemas que tivemos nas últimas corridas, não ganhamos meio segundo, mas ajudam, especialmente no final da corrida."

Leia também:

Como aconteceu em Barcelona, Marc fez uma saída com um protótipo preto.

"Rodamos com um protótipo como o que já testamos em Montmeló, mas não é uma moto de 2019, são coisas para este ano. Temos visto coisas positivas que já teremos para a Áustria e Aoyama fizemos algumas voltas com essa moto para verificar se tudo está em ordem. Com a moto 'preta' eu só fiz uma saída para ver que estava tudo bem."

A Honda tentou coisas novas em busca de uma melhor aceleração.

"Como piloto, você sempre quer mais potência, porque o tempo na reta é importante e a Ducati faz a diferença, temos que trabalhar com o pneu dianteiro. Nós só podemos usar o pneu duro dianteiro e temos que entender porque a Ducati e a Yamaha podem usar pneus mais macios na frente. Estamos trabalhando bastante nisso."

Olhando para o próximo GP, o da Áustria, programado para daqui quatro dias, Marc vê as motos vermelhas como favoritas.

"A Ducati venceu nos últimos dois anos na Áustria e temos que ir fortes a partir de sexta-feira, a chave serão os pneus, ver como eles funcionam. O objetivo é estar no pódio, mas se pudermos pressionar vamos tentar lutar pela vitória".

Pneu dianteiro Michelin de 2019

O fornecedor de pneus da MotoGP apresentou um pneu dianteiro que está sendo trabalhado para o próximo ano.

"Eu acho que todos nós já fizemos o mesmo comentário, é muito diferente e deve ser analisado, em geral não funciona como esperado, o positivo é que eles têm toda a temporada pela frente para continuar a desenvolver a nova borracha. Não foi o que esperávamos, mas estou feliz porque vejo que eles estão trabalhando", disse Marc.

Reportagem adicional de Gerald Dirnbeck

Próxima MotoGP matéria
Com fratura, Espargaró desfalca KTM no GP da Áustria

Previous article

Com fratura, Espargaró desfalca KTM no GP da Áustria

Next article

Lorenzo: "Experiência na Ducati me ajudará no futuro"

Lorenzo: "Experiência na Ducati me ajudará no futuro"
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Evento Teste de agosto de Brno
Autor Germán Garcia Casanova
Tipo de matéria Reactions